Super banner
Super banner

Assembleia da Capal bate recorde de participação

Assembleia da Capal bate recorde de participação

Assembleia geral ordinária da Capal - Foto: Ascom Capal

A assembleia geral ordinária da Cooperativa Agropecuária de Araxá (Capal) registrou recorde de presença de cooperados neste ano. Cerca de 300 associados acompanharam atentos os demonstrativos do balanço econômico-financeiro da cooperativa em 2011 e debateram assuntos que vão nortear as decisões do conselho de administração ao longo de 2012.

O evento também foi marcado pelo sorteio inédito de mais de 50 prêmios, sendo 17 para os cooperados presentes e 41 para os associados que tiveram movimentação financeira com a Capal ao longo do último ano. O ganhador do prêmio principal, um Uno 0km, foi o cooperado Edvaldo Borges da Silva.

Além da aprovação do balanço, a assembleia, acatando sugestão do Conselho de Administração e do consultor Carlos Claro, decidiu que as sobras serão incorporadas ao capital da cooperativa para garantir a segurança empresarial, o ritmo de crescimento e a prestação de serviços de qualidade aos cooperados.

Durante a assembleia, o presidente da Capal, Alberto Adhemar do Valle Júnior, propôs ainda aos cooperados presentes aumentar a verba destinada à compra de prêmios para a assembleia de 2012. Os associados decidiram que a diretoria reservasse R$ 100 mil para a compra de produtos que serão sorteados no próximo ano.

O objetivo é aumentar ainda mais a presença do cooperado no evento mais importante da cooperativa no ano, onde são tomadas as decisões de interesse dos associados. As deliberações da assembleia serão acatadas por todos os cooperados, inclusive os ausentes, privilegiando sempre o interesse coletivo.

A chapa para o Conselho Fiscal 2012, formada por representantes das Comunidades Cooperativistas, também foi eleita por unanimidade, sendo composta pelos cooperados Antônio Reinaldo Gomes (Cerrado), Pedro Goulart (Argenita), Allan Kardec (Sonho Azul), Ronaldo Campo (Café), Jean Vitor Castro Ribeiro (Urbana) e Mário Antônio da Mota (Itaipu).

O trabalho dos conselheiros fiscais é dirigido à verificação dos registros contábeis e financeiros, livros, documentos, fichas e demais instrumentos que lhes permitam comprovar a idoneidade e eficácia dos fatos ocorridos e dos atos praticados pela diretoria.

Notícias relacionadas