Super banner
Super banner

Avenida Senador Montandon passa por revitalização

Avenida Senador Montandon passa por revitalização

Reforma Senador Montandon - Araxá

Da Redação/Caio Aureliano – A Prefeitura de Araxá, por meio da secretaria municipal de Desenvolvimento Urbano, promove a reurbanização da Avenida Senador Montandon. A obra que está dividida em quatro etapas começou recentemente com a Companhia de Saneamento do Estado de Minas Gerais (Copasa) construindo uma nova rede de esgoto na avenida. O governo do Estado apoiou a obra na ordem de R$ 2,3 milhões e a Prefeitura entra com uma contrapartida de R$ 250 mil.

De acordo com o secretário João Bosco Borges, esse processo da Copasa deve durar até seis semanas contemplando a primeira etapa. “A obra iniciou-se com a Copasa fazendo a rede de esgoto, uma vez que a rede de esgoto existente está debaixo das palmeiras e, como ficou determinado da gente transplantar elas, ao retirá-las vai danificar a rede de esgoto da Copasa. A Companhia vai fazer a rede nos dois lados da avenida”, diz o secretário.

João relata que, em um primeiro momento, a secretaria vai trabalhar até a Avenida Getúlio Vargas para não ter muito transtorno a população. “Depois de seis semanas da Copasa tiver iniciado os serviços, vamos entrar retirando as palmeiras, no sentido Igreja do Rosário até a Getúlio Vargas”, acrescenta.

A retirada das palmeiras se refere a segunda etapa. “Após a retirada das palmeiras, aqueles trechos onde foram retirando as palmeiras, a empresa vencedora da licitação já entrará fazendo a parte de pavimentação e arrumando a parte de meio fio, água pluvial, os passeios e as calçadas”.

O secretário destaca que um comitê que organiza a obra foi formado e conta com a participação da Copasa, da Asttran (Assessoria de Trânsito e Transporte), da parte de engenharia da Prefeitura, IPDSA (Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá), Vecol e Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) para decidir como que será a retirada dessas palmeiras.

“Nós vamos retirar primeiro as palmeiras subindo da Igreja do Rosário para a Getúlio Vargas. A nossa ideia é fazer por quadra. Faz-se uma quadra, retira-se as palmeiras e passa para a segunda quadra. Aí é a empresa que vai fazer o serviço de acabamento da avenida, ela já vem por quadra para ir liberando o tráfego. Tem todo um estudo e uma divulgação no sentido de orientar os motoristas e pedestres para que possamos fazer sem maior dificuldade”.

João Bosco Borges esclarece que a Prefeitura pode estar retirando as palmeiras com a condição de transplantadas para outro lugar, segundo ação do Ministério Público. “Elas serão transportá-las. Retiraremos elas e transportaremos para outro local de plantio. A ideia é, talvez, seja levar algumas para o Max Neumann e outras para aquela avenida do Pão de Açúcar III”.

Foi cogitada a colocação das palmeiras no Centro Administrativo, mas o secretário comenta que o IPDSA não concordou com essa decisão. “O IPDSA achou melhor fazer em uma área habitacional em torno de umas 800 casas, já que o paisagismo seria bem recebido lá. No Centro Administrativo estamos perto de uma reserva onde tem nascente e mata nativa e está bem contemplada com essa parte arbórea”, conta João Bosco.

“Nós vamos ganhar com a fluidez do tráfego. Vamos ganhar com a acessibilidade para os pedestres, além do embelezamento da cidade. É bom a gente frisar que quando falamos do projeto da Avenida Senador Montandon, não é apenas lá, entra as ruas adjacentes como Rua Capitão Izidro, Rua Presidente Olegário Maciel. Serão feitas o trabalho também de recuperação das vias e dos passeios”, destaca.

A terceira etapa é a parte da pavimentação e a quarta é a sinalização de trânsito semafórica vertical e horizontal. A expectativa da secretaria é que toda obra seja finalizada até o fim desse ano.

Notícias relacionadas