Super banner
Super banner

Câmara Municipal aprova cerca de 4 milhões em verbas para entidades

Câmara Municipal aprova cerca de 4 milhões em verbas para entidades

Foto: Germano Afonso

A Câmara Municipal de Araxá votou no fim da manhã de hoje (15) em reunião extraordinária quatro projetos de lei que autorizam no total o repasse de quase R$ 4 milhões para diversas entidades da nossa cidade. Dois projetos são de autoria do prefeito cassado Jeová Moreira da Costa (PDT) e já tinham dado entrada no Legislativo antes do seu afastamento. Os outros dois projetos são de autoria do prefeito interino Miguel Júnior (PMDB). Somente o vereador Garrado (PR) não apareceu na Câmara para votar os projetos. João Bosco Borges (PR), que é o primeiro suplente da coligação que elegeu Miguel Júnior, apareceu no plenário, mas preferiu não assumir o lugar dele.

Os dois projetos de autoria do prefeito cassado Jeová aprovados hoje autorizam os repasses de R$ 70 mil para casa do Bom Samaritano e R$ 30 mil para a Associação de Combate à Pediculose. O prefeito interino Miguel Júnior enviou dois projetos ao Legislativo, sendo que um autoriza o repasse de R$ 900 mil para o Hospital Casa do Caminho e outro o repasse de R$ 2.900.500,51 oriundos do Fundo da Infância e da Adolescência (FIA) para 20 entidades autorizadas pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. Esses dois projetos também foram aprovados na extraordinária de hoje comandada pelo presidente em exercício Amilton Marcos Moreira (PTdoB).

As entidades contempladas com os recursos do FIA são: Apae (R$ 460 mil), Associação Kosmo’s (R$ 25 mil), Associação das Damas Salesianas (R$ 26.250), Fama (R$ 460 mil), Casa de Nazaré (R$ 170 mil); Centro de Formação Júlio Dário (R$ 220 mil), Celb (R$ 80 mil), Cemei Vovó Sérgia (R$ 44 mil), Coafro (R$ 40 mil), Comunidade Rhema (R$ 25 mil), Consep (R$ 72.250,51), Mundo da Criança (R$ 86,4 mil), Fada (R$ 300 mil), Instituto Dona Gabriela Mistral (R$ 162 mil), Instituto Foco (R$ 187 mil), Oratório N. Senhora Auxiliadora (R$ 82,6 mil), Lar Santa Terezinha (R$ 200 mil), SOS (R$ 150 mil), Inspetoria São João Bosco (R$ 80 mil) e Fundação Rio Branco (R$ 30 mil).

Blog do Germano Afonso 

Notícias relacionadas