Super banner
Super banner

Codemig inicia série de convênios para cessão de áreas de DIs

Codemig inicia série de convênios para cessão de áreas de DIs

Assinatura do convênio em Tupaciguara com diversas autoridades - Divulgação

Da Redação/Via Ascom – Este o primeiro município contemplado com a assinatura do convênio e passa a gerir diretamente o empreendimento. O objetivo é priorizar os atendimentos às demandas dos empresários locais e reduzir as dificuldades anteriormente verificadas quanto a esse processo.

A solenidade de assinatura do convênio contou com as presenças do vice-presidente da Codemig, Antônio Leonardo Lemos Oliveira, do prefeito Alexandre Berquó Dias, do secretário de Estado de Ciência e Tecnologia Narcio Rodrigues, do deputado estadual José Maia, além de autoridades, empresários, investidores e a população local.

De acordo com a lei 20.020/2012, a Codemig está autorizada a doar aos municípios lotes ou terrenos de sua propriedade existentes em distritos industriais, desde que não tenham sido alienados ou prometidos contratualmente a terceiros.

A autorização também inclui os bens que vierem a ser arrecadados pela estatal em virtude do descumprimento de cláusula contratual por parte de compradores. Não estão inclusas na legislação a doação de áreas destinadas a projetos de interesse estratégico do governo do Estado.

A estatal também ficará responsável por prestar assistência e cooperação técnica aos municípios para o planejamento, construção e administração de distritos industriais e de áreas destinadas à implantação de empresas que contribuam para a geração de empregos e renda no âmbito local ou regional.

Segundo Antônio Leonardo, a iniciativa do governo estadual na elaboração da lei foi muito importante. “A política de desenvolvimento econômico do governo ganha maior celeridade com a lei 20.020/12, abrindo oportunidades de aceleração de investimentos importantes para as cidades e o próprio Estado”, afirma.

“A proposta de municipalizar os distritos contou com a determinação do presidente da Codemig, Oswaldo Borges, e de toda equipe da estatal, visando colocar em prática as determinações constantes da lei. A partir de agora a vida dos empreendedores quanto ao pleito por áreas é facilitada. Ao todo, são 52 cidades que dispõem de distritos e, gradativamente, esse trabalho irá alcançar todas elas”, acrescenta.

Polo Aeroespacial

Durante a assinatura do convênio, o governo de Minas, por meio das secretarias de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), de Educação (SEE) e de Desenvolvimento Econômico (Sede) lançou oficialmente o Polo Aeroespacial de Tupaciguara.

O projeto faz parte do projeto Complexo Aeronáutico, que terá mais três polos no Estado – Itajubá, no Sul de Minas; Lagoa Santa, na Região Metropolitana; Goianá, na Zona da Mata; e Aeroporto Internacional Tancredo Neves como aerotrópolis (cidade-aeroporto), inspirada em modelos bem sucedidos no mundo, como o de Cingapura e Dubai.

O polo já conta com empresas do ramo apresentando tecnologia e produtos prontos para comercialização. Ao final do evento, todos os convidados tiveram a oportunidade de conhecer o mock-up do Tupã, a plataforma com a aeronave, obterem informações da tecnologia aplicada, além de conhecerem as instalações da empresa AXIS Aeroespacial em Tupaciguara.

Antônio Leonardo explica que as prefeituras terão que se adequar aos critérios técnicos e legais para que haja as transferências de imóveis. “O trabalho de cooperação das prefeituras também será muito importante para a aplicabilidade da lei  e o fomento do desenvolvimento industrial local. Os beneficiados também terão obrigações, como comprometerem-se com a destinação do imóvel  para fins industriais cujo objetivo final seja a geração de emprego e renda”, ressalta Antônio Leonardo.

Notícias relacionadas