Super banner
Super banner

Jeová pede aos vereadores para votar projeto de aquisição de área da Cemig

Jeová pede aos vereadores para votar projeto de aquisição de área da Cemig

Jeová em audiência pública realizada na Câmara Municipal - Foto: Caio Aureliano

DA REDAÇÃO/CAIO AURELIANO – A Câmara Municipal recebeu nesta terça-feira (27) a audiência pública promovida pela Prefeitura de Araxá para que Jeová Moreira da Costa (PDT) solicitasse a votação do projeto n° 112/13 que autoriza a aquisição de área da Cemig situada às margens da avenida Geraldo Porfírio Botelho por parte do Executivo.

O evento contou ainda com a participação de 12 dos 15 vereadores, dos representantes do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi) e servidores municipais convocados pelo próprio prefeito para acompanhar a audiência.

Momentos antes de iniciar o evento, ninguém sabia o motivo para audiência solicitado por Jeová que foi o primeiro a falar aos presentes. Ele diz que este momento foi para mostrar a importância da votação deste projeto, pois ele idealiza a implantação da cervejaria Wäls na área que, de acordo com o prefeito, é um investimento importante para o município.

“Podemos consolidar este projeto que é a integração da cidade de Araxá com o Barreiro. Essa área é muito importante ter a sua desapropriação para viabilizar o projeto que vai abrigar a fábrica de cerveja artesanal, assim como também a Cidade Gastronômica aonde que será o local de eventos para a gente trazer as famílias italianas, japoneses, portugueses e franceses. Com isto, vamos ter mais um produto turístico em nossa cidade”, coloca o prefeito.

Segundo o gestor do Indi, Ronaldo Alexandre Barquette, o instituto entende que a implantação da cervejaria será benéfica para Araxá. “Qualquer emprego sendo gerado já é uma vantagem. É mais uma cervejaria que vai agregar valor ao produto trazendo renda ao município, consequentemente para o Estado, acho muito interessante para Araxá”, comenta o gestor.

O gestor explica como o instituto poderia apoiar o Executivo nesta iniciativa. “Qualquer setor econômico, nós apoiamos da mesma maneira. Atraímos as empresas que não estão no Estado, os setores que precisam ser desenvolvidos, as cadeias, a agregação de valor aos produtos já existentes, ajudamos as empresas já instaladas a se expandirem. Nesse caso, a cervejaria está instalada e consolidada nesse setor de produção de cervejas artesanais”, aborda.

Público presente para audiência pública - Foto: Caio Aureliano

Apesar destes pedidos, a Câmara Municipal não votou o projeto da área da Cemig nesta terça-feira na reunião ordinária, pois a matéria foi retida pela Comissão de Serviços Urbanos.

O presidente vereador Miguel Júnior (PMDB) observou com naturalidade a realização da audiência pública relacionada ao projeto. “Pressão aqui não funciona. Vejo que a tentativa do prefeito foi uma forma de tentar mostrar o lado bom. Esse projeto está tramitando normalmente e recebeu emendas. Essa audiência veio a trazer algumas informações para que aqueles que estão formando um juízo a cerca do voto possa ter maior segurança e tranquilidade de como se postar nessa votação”, destaca o presidente.

Com a não votação do projeto, cidades como Ribeirão Preto (SP) e Gramado (RS) estão perto de adquirir essa fábrica de cerveja artesanal Wäls. “Eu tenho que ver se existe uma outra possibilidade constitucional. Caso não exista, eu tenho que me curvar diante do desejo do legislativo. Não posso avançar se não tiver o consentimento deles. O empresário da cervejaria está me pressionando e pedindo a solução desta questão”, ressalta o prefeito.

Notícias relacionadas