Super banner
Super banner

Nora e sogra acabam na delegacia por desentendimento

Nora e sogra acabam na delegacia por desentendimento

Ocorrências

Nesta segunda-feira (17), por volta das 14h, a Polícia Militar (PM) compareceu à rua Eugélia de Ávila Ribeiro, no bairro Max Neumann, onde, segundo uma senhora de 32 anos, devidos a problemas familiares a sua sogra, uma mulher de 48 anos, esteve em sua casa e a agrediu com tapas, murros e empurrões, inclusive contra uma parede, causando dores em sua cabeça.

A sogra disse aos policiais que realmente agrediu a nora pelo fato dela ter ido até sua casa momentos antes e a acusado de traição conjugal na presença de seu marido.

Diante o exposto, as envolvidas foram convidadas a comparecer à delegacia, onde a sogra recebeu voz de prisão em flagrante delito pelo crime de lesão corporal e, juntamente com o boletim de ocorrência, a vítima foi apresentada para providências cabíveis.

Santa Rita

Casal é preso por desentendimento

Nesta segunda-feira (17), por volta da 1h, a Polícia Militar (PM) esteve na avenida Ananias Teixeira, no bairro Santa Rita, onde segundo um homem identificado como R.J., 30, havia sido agredido com uma facada na mão pela sua amásia de 31 anos.

Segundo ele, saiu de casa para ir a uma festa na casa de um primo seu e ao voltar ele e sua companheira iniciaram uma discussão, momento em que ambos se agrediram.

A amásia contou aos policiais que seu companheiro chegou embriagado e sem motivo passou a lhe agredir com tapas e socos. Os policiais procederam busca na mochila do homem de 30 anos, sendo encontrado um tablete de maconha pesando aproximadamente 30 gramas.

O autor negou a propriedade do entorpecente e por diversas vezes disse não ser usuário de droga, não sabendo explicar de onde veio a maconha.

Diante do fato, o casal foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para as demais providências.

Domingos Zema

Adolescentes furtam celular de menino de 10 anos

Nesta segunda-feira (17), por volta das 13h, a PM compareceu à rua Joaquim Marques Borges, no bairro Domingos Zema, onde, segundo um homem de 41 anos, seu filho de 10 anos estava saindo da escola e quando já se encontrava próximo à sua casa trazendo seu telefone celular nas mãos foi abordado por dois adolescentes, sendo um de aproximadamente 14 anos, cor clara, com cabelo tingindo de amarelo e com corte tipo moicano, e outro com aproximadamente 15 anos, cor negra, magro e trajando camiseta vermelha, que o seguraram, o jogaram no chão e subtraíram o telefone celular.

O pai saiu à procura dos autores e os encontrou na avenida Washington Barcelos, momento em que os abordou reavendo o aparelho celular que já se encontrava sem o chip, sendo que os menores de imediato evadiram sentido ao bairro Urciano Lemos, não sendo possível acompanhá-los.

Os policiais tentaram localizar os autores, porém, eles não foram encontrados.

Notícias relacionadas