Super banner
Super banner

Pais evitam fechamento imediato da Escola Municipal Marquês do Paraná

Pais evitam fechamento imediato da Escola Municipal Marquês do Paraná

Mãe de aluno durante protesto ao prefeito Jeová - Foto: Jorge Mourão

Da Redação/Jorge Mourão – A Escola Municipal Marquês do Paraná, situada na Estância Hidromineral do Barreiro, será fechada no final do ano. Durante reunião nesta manhã (9), a Prefeitura de Araxá atendeu a reivindicação dos pais dos 54 alunos atendidos em não fechar a escola nos próximos dias, de acordo com avaliação de uma comissão formada pela Secretaria Municipal de Educação.

A falta de estrutura do prédio é o principal motivo pelo fechamento da escola, mas, segundo os pais, uma transferência agora prejudicaria a adaptação dos alunos, além de ter crianças da zona rural que não teriam condições de frequentar uma escola na cidade.

Outros questionamentos da comissão foram relativos ao grande número de funcionários para atender poucas crianças e ao projeto do governo do Estado, proprietário do Barreiro, em transformar a área onde a escola está instalada em ampliação de atividades turísticas com pousadas, hotéis, restaurantes e outros, gerando vários empregos.

Dos 54 alunos da escola, 15 são do ensino infantil e 39 do ensino fundamental. Vinte e oito deles moram na zona rural, seis no Barreiro, seis no entorno do Barreiro e 14 na zona urbana.

Para a diretora Marlene Araújo Aguiar, se a escola fosse reformada e ampliada, o fechamento não seria necessário. “O melhor é pensar na qualidade da educação, mais opções para os alunos, como laboratório de informática. Em relação ao número de funcionários, ela oferece um número maior porque funciona em tempo integral, com atividades extras de dança, arte, educação física e outras. Têm crianças que entram às 7h30 e saem às 16h10, tomam banho e têm alimentação com acompanhamento de nutricionistas”, afirma.

Já para o vereador e presidente da Câmara Municipal de Araxá, Carlos Roberto Rosa, a escola não deve ser fechada. “Não é hora de fechar a escola, inclusive ela está em boas condições de trabalhar, até mesmo melhores do que escolas da cidade. O Brasil luta pela educação e por um número maior de alunos nas escolas. É uma irresponsabilidade da secretária (Maria Célia Araújo Aguiar) pedir o fechamento. Araxá não merece ter escola fechada e virar estampa de jornal”, afirma.

Sobre o projeto turístico, diz Roberto: “Primeiro que para ser ter emprego precisa ter educação. É preciso que se invista na educação. Essa questão de turismo já se fala há 20 anos.”

O prefeito Jeová Moreira da Costa afirma que os alunos da Escola Municipal Marquês do Paraná estão bem atendidas no quesito educacional, mas falta ambiente de relacionamento. “Essas crianças, de uma maneira coletiva, estão sendo prejudicadas ficando em uma escola com 54 alunos, não têm ambiente de relacionamento, tem ambiente educacional. Essas crianças têm que se relacionar com crianças de outras séries para começar a ver aquela coisa que é mais importante dentro da sociedade que é o relacionamento entre as pessoas.”

Notícias relacionadas