Super banner
Super banner

PT e PSB selam aliança e confirmam Barbosão e Waldirão

PT e PSB selam aliança e confirmam Barbosão e Waldirão

Barbosão e Waldirão durante da convenção conjunta PT e PSB - Foto: Raphael Rios

Da Redação/Raphael Rios – O PT e o PSB realizaram a convenção que definiu a chapa com o empresário Antônio Ferreira Barbosa, o Toninho Barbosão, como candidato a prefeito e o produtor rural Waldir Benevides de Ávila. A reunião foi realizada na sede do Sima, com presença maciça dos militantes, principalmente do PT. A chapa majoritária já havia sido anunciada e agora os dois partidos bateram o martelo. Barbosão tenta a prefeitura pela segunda vez, e Waldir foi prefeito de Araxá entre1989 e 1992.

Segundo Toninho Barbosão, a aliança com o PSB vai unir forças para que ele consega chegar ao objetivo de assumir a prefeitura. “Nós viemos do pleito de 2008 como uma votação enorme, nos surpreendemos e acredito que conseguimos consolidar um eleitorado”, diz.

Membros do PT e PSB durante a convenção - Foto: Raphael Rios

Sobre a presença de um petista na Câmara Municipal em 2013, se mostra otimista. “Estamos lançando uma chapa que eu considero a mais forte nas ultimas três ou quatro eleições, junto com o PSB, com nomes muito fortes. Essas pessoas têm uma média de votos muito alta e eu acredito que a gente possa fazer quatro vereadores”, destaca. Os dois partidos anunciaram chapa para vereador com 30 candidatos, 25 do PT e cinco do PSB.

Waldir diz que é uma satisfação voltar à política com a coligação firmada com o PT. “Tive uma excelente acolhida, o que prenuncia uma grande vitória. Para mim, foi e será minha grande oportunidade de mostrar ao povo de Araxá que a união faz a força, e a força faz a vitória”, afirma.

Apoio

Urcianinho durante pronunciamento na mesa de trabalho - Foto: Raphael Rios

A grande surpresa da convenção foi o apoio à coligação do PT e PSB anunciado por Urcianinho, amigo de Waldirão e pai do deputado estadual Bosco, que apoia Aracely de Paula na candidatura a prefeito.

Durante a reunião, e muito emocionado, ele pediu a palavra e chegou a dizer, sem mencionar o candidato, que a pessoa que seu filho apoia, ele não apoiaria nem por R$ 100 ou R$ 200 mil, lembrando que Bosco e Barbosão foram adversários nas eleições municipais passadas, quando Jeová foi o vitorioso.

Notícias relacionadas