Super banner

Saúde convoca população para vacinação contra a Meningite C a partir do dia 10; confira o cronograma especial

Saúde convoca população para vacinação contra a Meningite C a partir do dia 10; confira o cronograma especial

A Secretaria Municipal de Saúde convoca toda a população de 16 a 30 anos para vacinação contra a Meningite C a partir do dia 10 de janeiro. A imunização também continua para os profissionais de saúde e professores dos ensinos superior e técnico.

A medida tem como objetivo potencializar a cobertura vacinal e garantir mais proteção contra a doença. Confira local, datas e horário de aplicação:

Local: ESF Max Neumann, R. Ubaldina Vieira Mendes, n°65;
Datas: 10 (terça), 12 (quinta), 17 (terça) e 19 de janeiro (quinta);
Horário: 12h às 19h.

A secretária municipal de Saúde, Cristiane Gonçalves Pereira, lembra ainda que nessas mesmas datas e local serão ofertadas vacinas de rotina para o público em geral, a vacina Meningocócica ACWY (conjugada) para meninos e meninas de 11 a 14 anos, e a HPV destinada ao público de 9 a 14 anos.

“É de extrema importância manter o Cartão de Vacinação atualizado, independentemente da faixa etária. É imprescindível que os pais ou responsáveis tenham o cuidado de levar as crianças e adolescentes. Além disso, a população pode contar com este benefício gratuito, de amplo acesso e que salva vidas”, destaca.

Para receber os imunizantes, o público-alvo deve apresentar o Cartão de Vacina e documento original com foto ou Certidão de Nascimento, além de estar acompanhado pelos pais ou responsáveis. O uso da máscara de proteção continua sendo obrigatório em locais que ofereçam serviços de saúde, como postos de vacinação.

Sobre a doença

A meningite consiste na inflamação das membranas que revestem o sistema nervoso central, conhecidas como meninges. O contágio é principalmente respiratório e pode ser qualificada em viral ou bacteriana.

Em casos de meningite viral – considerado menos perigoso -, o paciente recebe cuidados e medicamentos para amenizar os sinais. Não há tratamento específico.

Já no quadro bacteriano, pode resultar em problemas neurológicos e motores, perda de visão ou audição e até amputação de membros. O tratamento consiste em antibiótico na veia por sete dias e, após 24h, o paciente pode sair do isolamento sem o risco de transmissão da doença.

A maioria dos casos bacterianos é do tipo C, contra o qual o Ministério da Saúde disponibiliza vacinas destinadas a crianças menores de 2 anos.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *