‘Saúde na Praça’ conclui atividades do trimestre com exibição de filme

‘Saúde na Praça’ conclui atividades do trimestre com exibição de filme

Concluindo as atividades referentes ao primeiro trimestre do programa “Saúde na Praça”, desenvolvido em parceria pelas secretarias de Esportes e Saúde, a Prefeitura Municipal de Araxá exibirá gratuitamente o filme “Ensina-me a viver” neste domingo, 26, às 15h, no Teatro Municipal. O evento celebra o êxito crescente do programa, que é uma diretriz da Política Estadual de Promoção à Saúde (POEPS).

Diariamente, cerca de 80 pessoas participam das atividades nas diversas praças equipadas com aparelhos de ginástica, onde educador físico e fisioterapeuta percorrem para oferecer qualidade de vida, orientando e acompanhando as atividades físicas. As atividades ocorrem nos PSFs João Ribeiro e São Geraldo, Centro de Referencia em Saúde do Trabalhador (CEREST), Uninordeste, associações dos moradores do Urciano Lemos e dos Aposentados e, também, nas praças Mangueira, Alvorada, Santa Mônica e Padre Alaor.

O longa metragem que será exibido foi lançado em 1971 e retrata as diferenças com ternura e aprendizado. Os personagens principais evidenciam a relação da qualidade de vida ao longo da juventude e da terceira idade.

A estrutura de academias completas, adaptada para lugares públicos, permite que sejam trabalhados exercícios cardiorrespiratórios, alongamentos, treinamento funcional, fortalecimento neuromuscular. A concentração também é potencializada por meio de sudoku, caça palavras e palavras cruzadas. O exercício de colorir mandalas explora a percepção visual, enquanto poesias, narrativas e dissertações desenvolvem a imaginação.

O coordenador do programa “Saúde na Praça”, Márcio Contato, destaca que a melhoria da qualidade de vida dos participantes aumentou no mesmo ritmo do crescimento do grupo e desenvolvimento do programa. “Quando peguei a coordenação do projeto as praças não tinham um fluxo constante, hoje temos em média de 80 participantes diários frequentando as praças. Com o passar do tempo, as pessoas idosas vão perdendo a coordenação motora, equilíbrio, memória e flexibilidades, então as atividades auxiliam retomando as funções vitais e dando consciência do próprio corpo. Eles mesmos relatam a melhora no dia-a-dia. Alguns participantes tomavam muitos medicamentos, e hoje já reduziram um pouco da medicação”, disse o coordenador.

Programação

Nas segundas-feiras, os exercícios são iniciados às 7h na Praça Mangueira e PSF São Geraldo. As atividades se repetem no PSF às 9h15. No período vespertino, às 16h, o trabalho ocorre na Praça Alvorada e Associação dos Moradores do bairro Urciano Lemos. O cronograma se encerra a partir das 17h, no CEREST e Praça Santa Mônica. Nas manhãs de terça-feira, os espaços que recebem o projeto são PSF João Ribeiro, CEREST, Associação dos Aposentados e Associação dos Moradores do bairro Urciano Lemos. Às 16h e 17h, a programação atende na Uninordeste e Praça Padre Alaor, respectivamente.

A Praça das Mangueiras, Associação de Moradores do Urciano Lemos e PSF São Geraldo recebem as atividades na manhã de quarta-feira, a partir das 7h. No mesmo dia, às 16h, as atividades ocorrem na Praça Alvorada e se repetem no Urciano Lemos. Às 17h é a vez da Praça Santa Mônica e CEREST. Nas quintas-feiras, as atividades começam às 7h nas associações dos Aposentados e dos Moradores do Urciano Lemos, PSF João Ribeiro e CEREST. Pela tarde, às 16h e 17h, é a vez da Uninordeste e Praça Padre Alaor, respectivamente. Na manhã de sexta-feira, recebem o projeto as praças das Mangueiras e Alvorada, além do PSF São Geraldo. Às 17h é a vez da Praça Santa Mônica e CEREST.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *