Serviço de Saúde Mental promove Roda de Conversa

Serviço de Saúde Mental promove Roda de Conversa

Melhorar o atendimento aos usuários com transtornos mentais dentro de todos os segmentos da saúde e trocar experiências, com especialistas e equipe multidisciplinar. Esse foi o objetivo da Roda de Conversa promovida pela equipe do Serviço de Saúde Mental, na última sexta-feira, 3 de agosto, no auditório da sede do Poder Executivo Presidente JK. A prefeitura de Araxá, através do Serviço faz mais de dois mil atendimentos por mês, nos dois Centros de Atenção Psicossocial de Álcool e outras Drogas (CAPSad), no Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi) e nas quatro Unidades de Saúde que contam atendem pacientes com transtornos mentais.

A coordenadora do Serviço de Saúde Mental, Lourdes Maria Xavier, explica que a Roda de Conversa foi sobre o fluxo de acolhimento aos usuários da rede municipal que necessitam do serviço. As psiquiatras Daniela Rodrigues Gonçalves e Natalia Velozo Furtado, fizeram explanação sobre os serviços oferecidos no município, repassando os critérios de encaminhamentos para o CAPS ou Unidades de Saúde.  Participaram do encontro médicos, psiquiatras, assistentes sociais e enfermeiras das Estratégias Saúde da Família (ESFs), clínicos e coordenadores das Unidades Básicas de Saúde, representantes da Secretaria de Educação. “Foi uma troca de experiências e de saberes, para a construção compartilhada no cuidado com os usuários com transtornos mentais. Queremos reestruturar o campo de atuação, com um acolhimento pautado na escuta qualificada entre a saúde mental e a atenção primária, visando a integração da saúde com outros segmentos da rede pública”.

Lourdes ressalta que outras Roda de Conversa serão promovidas. Reforça que o Serviço de Saúde Mental busca a reinserção do paciente no seu meio, assim ele vai para o CAPS no momento em que estiver vulnerável, após ser estabilizado, será atendido no ESF de referência. “Não são todos os pacientes que têm indicação para estar nos ESFs, os que puderem, vão participar de algumas atividades, monitorados pelas equipes”, finalizou.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *