Super banner
Super banner

Setor de Zoonoses em alerta contra o mosquito da dengue

Setor de Zoonoses em alerta contra o mosquito da dengue

Com a chegada do período chuvoso, aumenta a possibilidade do surgimento de criadouros do mosquito transmissor da dengue. Por isso, o Setor de Zoonoses de Araxá alerta a população sobre a importância da prevenção contra os focos do Aedes aegypti e intensifica o trabalho preventivo dos agentes. A Campanha Nacional de Combate à Dengue foi lançada hoje (20), com investimentos em medidas de prevenção e combate ao mosquito na ordem de R$ 1 bilhão.

Para a chefe do setor de Zoonoses, Flávia Rios, o momento é de dobrar a atenção. “Devemos intensificar os cuidados com lugares que na época da seca ficavam mais esquecidos, como calhas e outros locais onde a água pode parar, gerando um novo foco. Não só nós, mas todos os moradores devem se preocupar”, diz.

Mutirões de visitas a casas em que os agentes encontram fechadas durante a semana são realizados de dois em dois meses, os agentes fazem um levantamento e visitam casas nestas situações aos sábados.

De acordo com Flávia, cuidados simples tomados em casa colaboram muito para combater os focos. “As pessoas devem ter em mente, que o ciclo de vida do mosquito dura de oito a doze dias. Se os moradores fizerem o trabalho preventivo uma vez por semana, vão eliminar os problemas”, comenta.

Os locais que merecem mais atenção são as caixas d’água, calhas, tanques, vasos de flores e os bebedouros de animais. “Quando o mosquito deposita um ovo em um bebedouro, por exemplo, ele não o põe direto na água e sim na parede do recipiente. O contato com a água faz com que aconteça o início do ciclo de vida do mosquito. Por isso a necessidade de lavar o local pelo menos uma vez na semana.”

Araxá tem um índice de Aedes considerado baixo, apenas 0,25% das casas apresentaram focos neste ano. Nos bairros Fertiza e Santa Terezinha foram notificados o maior número de casos.

Notificações e confirmações em 2007 na cidade

58 casos notificados
11 casos confirmados (5 importados)

Até outubro deste ano

66 Casos notificados 
7 casos confirmados (5 importados)

Campanha Nacional

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, lançou hoje (20) a Campanha Nacional de Combate à Dengue. Este ano serão investidos R$ 1 bilhão em medidas de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti.

O valor é 23% maior do que foi aplicado no último ano, quando a dengue atingiu vários Estados brasileiros, principalmente o Rio de Janeiro. Só em publicidade serão investidos R$ 40,3 milhões. Entre as novidades da campanha está o foco na mobilização de 42 mil líderes comunitários, 70 mil agentes de saúde e de milhares de recrutas das Forças Armadas.

Notícias relacionadas