Zema debate os investimentos da mineração no Estado no 92º Encontro Nacional da Indústria da Construção

Zema debate os investimentos da mineração no Estado no 92º Encontro Nacional da Indústria da Construção

O governador Romeu Zema foi um dos participantes do painel “Retomada: Plano de Investimentos do Setor da Mineração”, do 92º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), organizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Zema debateu, por meio de videoconferência, as possibilidades de investimentos da mineração em Minas Gerais devido à significância do setor para a economia mineira. O setor mineral foi responsável por mais da metade dos investimentos no Estado, entre janeiro e setembro de 2020.

Segundo os dados da Agência de Promoção de Investimentos e Comércio Exterior de Minas gerais (Indi), Minas atraiu aportes de mais de R$ 18 bilhões nos três primeiros trimestres de 2020, sendo R$ 9,16 bilhões correspondentes às empresas de mineração.

Plano de Mineração

Romeu Zema destacou o trabalho desenvolvido pelo Executivo com a elaboração do Plano Estadual de Mineração, após as tragédias de Mariana e Brumadinho. Apesar de ter a mineração como uma das suas principais atividades econômicas, o Estado nunca havia criado um plano específico para agrupar todos os dados do setor nem avaliar perspectivas socioambientais da atividade. A primeira etapa do plano já foi concluída, que é o Diagnóstico da Mineração do Estado.

“É um plano que visa deixar o setor mais competitivo, produtivo e sustentável devido a relevância para a economia mineira. Não nos falta empenho para que a atividade seja a mais segura e pujante possível, porque sabemos do fator multiplicador em toda a cadeia”, afirmou.

Balança

De acordo com o Ministério da Economia, a balança comercial de Minas Gerais encerrou 2019 com saldo positivo de US$ 16,2 bilhões, com US$ 25,1 bilhões referentes às exportações e, aproximadamente, US$ 9 bilhões às importações. As exportações mineiras de bens minerais atingiram US$ 8,8 bilhões.

Entre as commodities exportadas por Minas, o minério de ferro foi o principal produto embarcado, respondendo por 32% da pauta. Foram exportadas 125,3 milhões de toneladas de minério de ferro e seus concentrados (bruto e beneficiado), gerando uma receita de US$ 8,1 bilhões.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x