Araxá de portas abertas para a literatura com o Fliaraxá

Araxá de portas abertas para a literatura com o Fliaraxá

Após a abertura oficial com direito a Cortejo Literário com mais de 40 tambores e estandartes comandados pelo multi-instrumentista Maurício Tizumba, inauguração de exposição fotográfica do argentino Daniel Mordzinski, apuração do concurso Fliaraxá Literatura nas Escolas e pronunciamento do curador Afonso, a IV edição do Fliaraxá abre os portões da Fundação Calmon Barreto e dá início à programação.

A primeira atração do Fliaraxá ficou por conta do Tamanduel, mascote do festival, que inaugurou o auditório 1 e deu as boas-vindas, em um sarau voltado ao público infantil, com música, poesia e improvisação. O sarau teve a presença do escritor Paulo Netho e do músico Salatiel Silva. Dando sequência à programação infantil, o escritor Leo Cunha, autor de mais de 40 livros, ensinou como brincar com poesia. O líder indígena, Ailton Krenak, fechou a primeira manhã do Fliaraxá, com a palestra “Papo de Curumim”, onde contou como é a infância na aldeia.

A parte da tarde foi aberta com mais um sarau do trio Tamanduel, Paulo Netho e Salatiel Silva. A primeira oficina do Fliaraxá 2015 foi comandada pelo escritor Marco Haurélio, que ensinou a criançada as técnicas de trava-línguas e lenga-lengas. O público também pode conferir a oficina de Microcontos ministrada pelos escritores Luiz Rufatto e José Santos.

O ponto alto desta quinta-feira será o encontro das escritoras Thalita Rebouças, Babi Dewet e Paula Pimenta que prometem arrebatar o público adolescente com o lançamento do livro “Um Ano Inesquecível”.

A programação do primeiro dia de Fliaraxá traz para o público nomes como Ricardo Barros, Elisangela Soares, Gessy Glória Lemos, Hermes Honório da Costa, Glaura Nogueira de Lima, Márcio Antônio de Paula Duarte, Cátia Lemos, Bernardo Carvalho, Marina Colassanti, além do convidado internacional, Leopoldo Brizuela (argentino).

O espetáculo “A Máquina de Fazer Espanhóis”, texto de uma livre adaptação do livro homônimo de Valter Hugo Mae, interpretado por um grupo de atores formado pela Fundação Clóvis Salgado, de Belo Horizonte, encerra o primeiro dia do festival no palco do Teatro Municipal de Araxá.

Confira abaixo o restante da programação desta quinta-feira:

 5h às 16h – Escrevendo para adolescentes

Convidados: PAULA PIMENTA

Local: Auditório 01

Indicação: Todos os públicos

A autora das séries “Fazendo Meu Filme” e “Minha Vida Fora de Série” retorna a Araxá para conversa com o público sobre livros, as emoções da adolescência e seus projetos que mesclam viagem e literatura. E sobre a importância de se habituar a ler, na juventude. Mediação: Leo Cunha.

15h às 16h -Ler vale a pena – experiências com projetos de incentivo à leitura

Convidados: RICARDO BARROSELISANGELA SOARES E GESSY GLÓRIA LEMOS

Local: Auditório 02

Indicação: Todos os públicos

Ricardo Barros e Elisangela Soares, do SESI-SP, falam sobre as ações literárias da Instituição para formação de público leitor, que existem desde 1948. E Gessy Glória Lemos, Secretária de Educação de Araxá, discorre sobre os projetos de incentivo à leitura da cidade. Mediação: Paula Rangel

15h às Oficina de Microcontos – Etapa 1

Convidados: LUIZ RUFFATO E JOSE SANTOS

Local: Auditório 03

Indicação: Público adulto

Capacidade: 25 pessoas |Público: adulto | Duração: 2h, divididas em 2 etapas | INSCRIÇÃO PRÉVIA*

Como escrever textos literários com 140 caracteres. Conheça os segredos desses minúsculos contos, com esses dois autores que organizaram a antologia “Partículas Subatômicas – Microcontos Brasileiros”. 

16h às 18h – Lançamento do livro “Um Ano Inesquecível”

Convidados: THALITA REBOUÇAS, BABI DEWET PAULA PIMENTA

Local: Auditório 01

Indicação: Público Adulto

Se separadas, elas já arrastam e encantam multidões de fãs, imagina juntas? Esse efeito deverá ser elevado à última potência. Os mais queridos nomes da literatura juvenil se reuniram e assinam o livro de contos “Um Ano Inesquecível”. A obra reúne quatro histórias adolescentes vividas, cada uma, em uma estação do ano. Mediação: Afonso Borges.

18h às 19h – Academia Araxaense de Letras: 50 anos de história

Convidados: HERMES HONÓRIO DA COSTA, GLAURA TEIXEIRA NOGUEIRA DE LIMA, MÁRCIO ANTÔNIO PAULA DUARTE CÁTIA LEMOS

Local: Auditório 01

Indicação: Público adulto

A Academia Araxaense de Letras completa 50 anos em 2015. O Fliaraxá convidou membros da Instituição para contar ao público alguns dos muitos relatos das cinco décadas de amor às letras e à cidade. Mediação: Tarcísio Cardoso. 

19h às 20h – As muitas noites da literatura

Convidados: BERNARDO CARVALHO E LEOPOLDO BRIZUELA (CONVIDADO INTERNACIONAL)

Local: Auditório 01

Indicação: Público adulto

Em um encontro inédito, o escritor e tradutor argentino, autor de “Uma mesma noite”, que dialoga com o livro do brasileiro Bernardo Carvalho, “Nove Noites”. Nesse evento internacional, os autores falam dos pontos de contato entre seus trabalhos. Mediação: Afonso Borges. 

20h às 21h – Escrevendo para todos

Convidados: MARINA COLASANTI  E LUIZ RUFFATO

Local: Auditorio 01

Indicação: Todos os públicos

Mestres da narrativa, Marina e Ruffato falam do processo de criação para todos os gêneros e para leitores de todas as idades. Neste encontro, Marina também lança “Mais de 100 Histórias Maravilhosas”, livro que reúne todos os contos de fadas de sua autoria escritos nos últimos 30 anos. Mediação: Humberto Werneck. 

21h30 às 23h30 – Espetáculo teatral “A Máquina de Fazer Espanhóis”

Local: Teatro municipal

Indicação: Público Adulto

O espetáculo narra a história de António Jorge da Silva, um barbeiro de 84 anos que, após perder a esposa, passa a viver em um asilo e compartilhar com seus novos companheiros suas memórias e reflexões sobre a vida. Trata-se de uma livre adaptação do livro homônimo do escritor angolano Valter Hugo Mãe, que vive em Portugal desde a infância. Com direção do ator e membro fundador da Cia Luna Lunera, Cláudio Dias, em cena estão 11 atores do Centro de Formação Artística e Tecnológica – Cefar, da Fundação Clóvis Salgado.

Notícias relacionadas