Bosco toma posse e fala de projetos

Bosco toma posse e fala de projetos

Da Redação – O deputado estadual por Araxá e região, Bosco, tomou posse para a 17ª legislatura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O deputado, assim como os outros 76 eleitos, assinou o termo de posse e prestou o juramento constitucional. Bosco assume o cargo com a responsabilidade de recuperar a representatividade perdida por Araxá há 20 anos, quando a teve o último representante eleito, a ex-deputada Elisa Maria Alves da Costa. Como um dos primeiros projetos, o deputado diz que vai lutar junto ao governo do Estado por autonomia administrativa na área da educação e saúde em Araxá.

De acordo com ele, é uma satisfação inigualável representar uma região que estava toda carente de representatividade no parlamento estadual. “São 20 anos que ficamos sem um representante e perdemos muito mesmo. Nós dependíamos de outras cidades, de políticos de outras regiões para pode chegar ao governador. Agora, vamos resgatar esse espaço, recuperar esse tempo perdido. A minha responsabilidade é muito grande, mas para ocupar novamente um espaço requer um período um pouco maior”, afirma.

“Tenho certeza que isso não vai acontecer no primeiro ano de gestão, vai demorar um pouco mais, mas vamos lutar muito para encurtar o máximo possível esse período. Peço paciência ao povo araxaense e da região, mas tenham certeza que vamos trazer desenvolvimento e projetos que beneficiam toda a comunidade”, destaca Bosco.

Segundo o deputado, o projeto inicial é lutar pela autonomia administrativa na área da educação e saúde. “Precisamos ter um vínculo direto com o governo do Estado. Todo pleito da educação, das nossas escolas, tem que passar primeiramente por Uberaba. Eu quero acabar com essa dependência, quero criar uma ponde direta com o governo do Estado. Precisamos ter uma estrutura educacional ligado ao governador, ou seja, vamos batalhar para que Araxá possa, a partir do próximo ano, ter sua Superintendência (Regional) de Ensino.”

Bosco ressalta que o setor da saúde também tem muito a crescer. “Até hoje temos Uberaba com referência em saúde. Nada contra a cidade, pois tenho um enorme carinho, mas até na hora de termos a nossa referência em saúde para atender a região do Alto Paranaíba e Planalto de Araxá”, afirma.

“A questão da Vigilância Sanitária é outro exemplo. Qualquer empresário que deseja abrir um empreendimento em Araxá e depende de um licenciamento em nível estadual tem que enfrentar uma burocracia muito grande em Uberaba. Porque não encurtar esse caminho e fazer com que Araxá tenha uma referência da Vigilância Sanitária interligada ao governo do Estado. Esses são alguns dos nossos projetos que pretendemos desenvolver imediatamente”, acrescenta o deputado.

Notícias relacionadas