Super banner
Super banner

Capal participa do Encontro Estadual de Organização do Quadro Social

Capal participa do Encontro Estadual de Organização do Quadro Social

<span style=”color: #cc0000;”>Cerca de vinte cooperados participaram do evento e apresentaram o trabalho desenvolvido nas comunidades implantadas pela Capal - Foto: Saulo Aguiar/Capal

Saulo Aguiar/Capal – A Cooperativa Agropecuária de Araxá (Capal) marcou presença no Encontro Estadual de Organização do Quadro Social (OQS) das Cooperativas Agropecuárias de Minas Gerais. O evento, que reuniu cerca de 100 pessoas, foi realizado entre os dias 15 e 17 de junho passado, no Hotel Fazenda Canto da Siriema, em Jaboticatubas, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A programação do encontro, que teve como tema principal “OQS – Ferramenta de Integração e Desenvolvimento”, contou com várias palestras e exposição do histórico das experiências desenvolvidas no trabalho realizado pelas cooperativas mineiras.

O Programa de Organização do Quadro Social é uma iniciativa do Sistema Ocemg/Sescoop-MG que permite definir e estruturar melhor o quadro social das sociedades cooperativas, estabelecendo um processo dinâmico, sistemático e permanente de integração entre associados e cooperativas.

A Capal possui 10 comunidades cooperativistas implantadas, com uma média de participação de 32 cooperados por evento. A proposta é enfatizar a importância da organização do quadro social para o entrosamento e desenvolvimento dos associados.

O presidente do Sistema Ocemg/Sescoop-MG, Ronaldo Scucato, diz que a participação da Capal nos eventos promovidos pelo sistema é sempre muito importante. “Ficamos muito felizes com a participação da Capal, sempre com uma grande comitiva, que prestigia e engrandece muito nosso evento. Estamos com esse projeto de retomada de organização dos quadros sociais, um trabalho que é desenvolvido pelo cooperativismo há vários anos, mas que entrou em um período de dormência e, por isto, muitas cooperativas perderam associados”, afirma.

“Agora, é recuperar esse espaço perdido, fortalecer as OQS e a imagem das cooperativas na sociedade. E nada melhor que recomeçar esse trabalho através desse encontro, que reúne cooperativas referências nesse projeto, assim como a Capal”, ressalta o presidente.

De acordo com ele, organizar o quadro social é da mais alta importância para consolidação das cooperativas e desenvolvimento do sistema. “O cooperativismo tem assumido uma importância muito grande no mundo todo. Temos visto o Papa Bento 16 dizer que as cooperativas representam um instrumento muito importante no desenvolvimento das nações, principalmente as emergentes.”

Portanto, temos que nos preparar, temos que preparar nossos quadros sociais, pois a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou o ano de 2012 como o Ano Internacional das Cooperativas e teremos uma série de homenagens em todo o mundo. Dentro desse cenário, temos que organizar para comemorarmos o próximo ano com todos os órgãos e atores das cooperativas, promovendo ações cooperativistas e interagindo seus associados”, destaca Scucato.

Segundo ele, é importante todos os associados conhecerem e participarem da vida diária da cooperativa. “A fidelização do quadro de associados é o maior objetivo das cooperativas, um trabalho que deve ser contínuo e diário. Entendemos que a melhor forma de estimular essa fidelização e organizar o quadro social é dividir os associados em núcleos, para que, através de seus representantes, participem das assembleias gerais, das reuniões com a diretoria, com o Conselho Fiscal, com o Conselho de Administração, com a comunidade. Enfim, os associados e a cooperativa devem viver em harmonia e a organização do quadro social é o caminho para isso acontecer”, ressalta.

Scucato afirma que não existem dificuldades para implantação desse trabalho. “Toda cooperativa deve ter como meta ampliar seu quadro social. Se houver a vontade dos associados, a cooperativa não deve ter barreiras para implantar os núcleos sociais. A sociedade cooperativa é, antes de tudo, uma sociedade de economia. As cooperativas estão no mercado para fazer negócios e uma administração bem conduzida só se faz com a organização e participação do quadro social. Portanto, fazer a sua cooperativa crescer é participar através dos quadros sociais que, posteriormente, vão desaguar em uma Assembleia Geral com todos os associados muito bem informados e com conhecimento para tomar decisões corretas”, destaca o presidente do Sistema Ocemg/Sescoop-MG.

Notícias relacionadas