Demanda do consumidor por crédito cai pelo segundo mês seguido

Demanda do consumidor por crédito cai pelo segundo mês seguido

A procura por crédito em todo o país caiu 8,7%, em fevereiro, comparado a janeiro, e 13,3% sobre igual mês do ano passado, segundo o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito. No acumulado dos dois primeiros meses do ano, houve queda de 9,7% ante ao mesmo período de 2011.

Essa é a segunda queda mensal seguida. Em janeiro, o movimento já tinha recuado 8,2% ante dezembro de 2011.Os índices negativos foram registrados em todas as faixas de renda, principalmente na população mais pobre. Para os que ganham entre R$ 500 e R$ 1 mil mensais o movimento diminuiu mais fortemente (-8,9%). Em seguida, vêm aqueles que recebem mais de R$ 10 mil (-7,6%).

O economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, destaca que, que após fazer dívidas entre 2010 e 2011, é hora de um acerto de contas para muitos desses consumidores, apesar de o Comitê de Política Monetária (Copom) estar mantendo a trajetória de redução da taxa básica de juros, a Selic. Como a inadimplência aumentou, a prioridade é regularizar dívidas em atraso e evitar o nome sujo no mercado.

“Nas classes mais pobres, as pessoas, geralmente, não têm reservas financeiras e têm de separar uma parte do que recebem todo o mês para quitar dívidas e garantir o acesso a novos financiamentos”, observa Rabi.

As reduções foram mais acentuadas nas regiões Sul (-9,2%) e Sudeste (-9,4%), seguidas pela Nordeste (-7,6%), Centro-Oeste (-7,5%) e Norte (-4,4%).

Via ABr

Notícias relacionadas