Super banner

Dia de Inclusão Social no Uniaraxá

Dia de Inclusão Social no Uniaraxá

Dia de Inclusão Social dos Portadores de Necessidades Especiais – Acessibilidade e Respeito. Este foi o nome dado ao evento promovido pela aluna Amanda Cristina de Resende, do 8º período do curso de Direito do Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá), no dia 9 de novembro, no Centro de Convivência da instituição. Crianças, jovens e adultos deram exemplo de talento, superação e cidadania nas apresentações artísticas e esportivas.

O que impulsionou Amanda Cristina a elaborar o projeto foi o conhecimento da realidade das pessoas com necessidades especiais variadas e o principal motivo estava no próprio lar – sua filha que hoje tem 3 anos, nasceu diferente.

A proposta foi encaminhada ao reitor, professor mestre Válter Gomes, que acatou a ideia e solicitou às coordenadorias de Extensão e do curso de Educação Física a implementação do projeto. No dia 9 de novembro foi realizado no Uniaraxá a Inclusão Social dos Deficientes – Acessibilidade e Respeito. O evento contou com patrocínio da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM).

Com uma programação variada, o evento cumpriu o seu propósito de mostrar ao público que as pessoas portadoras de necessidades especiais podem levar uma vida normal e, ao mesmo tempo, estimular essas pessoas a desenvolverem seu potencial e realizarem seus sonhos.

Uberto Borges Resende Júnior, deficiente visual, arrancou muitos aplausos ao executar duas músicas ao violão. O artista cadeirante Maycon José Amâncio expôs seu talento para a pintura em várias telas. Na sequência, outros participantes de entidades locais como Apae, Fada e Celb apresentaram uma peça de teatro cômico, dançaram valsa e disputaram uma partida de basquete de cadeirantes com uma equipe de Uberlândia. Acadêmicos do curso de Fisioterapia deram orientação sobre escalada.

O reitor Válter Gomes aplaudiu a iniciativa da acadêmica Amanda e disse que as pessoas que se apresentaram demonstraram grandeza em muitos aspectos. “Este é um evento muito especial. Parabéns à Amanda, a todos os artistas e atletas e, também, ao público presente, que veio apoiar e incentivar estes talentos, demonstrando solidariedade e respeito.”

Ele enalteceu o trabalho das entidades araxaenses que trabalham pela educação dos portadores de necessidades especiais, dando-lhes oportunidade de inclusão social e cidadania.

O Uniaraxá é um grande parceiro dessas entidades, via projetos de Extensão, colaborando para a inclusão e qualidade de vida dos seus alunos, com vistas à sua educação integral e capacidade de ação transformadora. Entre eles estão o goalball, dança para cadeirantes e atividades físicas para portadores de deficiência, incluindo o Programa Minas Olímpica, que vem contribuindo para a formação da identidade e de projetos de vida de deficientes físicos, visuais e intelectuais.

A equipe, formada por atletas da Fada e da Apae, vem obtendo grandes resultados no atletismo (30 atletas) e na natação (28). No goalball são dez atletas e no basquete em cadeiras de rodas outros dez.

Notícias relacionadas