Exportações em MG crescem pelo segundo mês seguido

Exportações em MG crescem pelo segundo mês seguido

O comércio exterior de Minas Gerais deu, no mês passado, uma nova demonstração de que os impactos da crise financeira internacional estão ficando menos intensos e que a superação das dificuldades conjunturais que atingiram o mercado externo a partir de setembro de 2008 começam a ser superadas pelo Estado.

Pelo segundo mês consecutivo, as exportações cresceram em relação ao mês anterior, já que o valor de abril foi 10,2% maior do que o verificado em março. Foi também a primeira vez, desde o começo da crise financeira mundial, que houve um crescimento das exportações em relação ao mesmo mês do ano anterior. O índice aumentou 3,9% atingindo o total de US$ 1,73 bilhão.

Segundo os números divulgados, nesta segunda-feira (4), pela Central Exportaminas, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), que atua em parceria com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), é importante destacar o crescimento da participação mineira no total nacional, alcançando 14%. Já o saldo comercial de Minas Gerais registrou a equivalência de 33,4% com relação ao saldo comercial do Brasil, que foi de US$ 3,7 bilhões.

No acumulado de janeiro a abril de 2009, o comércio exterior mineiro (exportações) apresentou queda de 2,9% em relação ao mesmo período de 2008, somando US$ 6,05 bilhões. No entanto, o país apresentou uma redução bem superior, que foi da ordem de 17,5%.

A crise internacional, no entanto, está afetando as importações mineiras que mantiveram forte queda, causando uma redução de 10,9% na corrente de comércio em abril. As importações caíram 40,8% no mês passado em relação a abril de 2008, totalizando apenas US$ 487 milhões, contra a média mensal de US$ 873 milhões em 2008. No acumulado do ano, a redução alcança 27,5%.

O diretor da Central Exportaminas, Jorge Duarte Oliveira, explicou que a volta do crescimento das exportações e a grande redução no valor total importado em abril deste ano proporcionaram, ao mesmo tempo, um crescimento de 47,9% do saldo comercial e uma redução de 10,9% na corrente de comércio, ambos em relação a abril de 2008.

Jorge Oliveira destacou, por outro lado, que no acumulado do ano de 2009, o saldo comercial mineiro cresceu 16,1%, somando US$ 4,08 bilhões, equivalente a 60,8% do saldo comercial nacional no mesmo período.

Notícias relacionadas