Ganso vence Uberaba em noite de golaços

O Araxá venceu a segunda consecutiva na Taça Minas Gerais, ao bater o Uberaba por 3 a 1, na noite deste sábado (13), no Estádio Fausto Alvim. A partida foi muito movimentada no segundo tempo, com três expulsões e quatro gols; dois deles de encher os olhos de qualquer torcedor. Por falar em torcida, a do Uberaba veio confiante, fez barulho, mas saiu triste com o resultado.O Ganso somou oito pontos e, por enquanto, é o líder isolado da competição. No próximo sábado o Alvinegro enfrenta o América no Independência, às 16h; já o Uberaba tenta a reabilitação jogando em casa contra o Tupi, no próximo dia 22, às 20h30.

Sem inspiração

Embalado pela vitória contra o Villa, na casa do adversário, o Uberaba entrou em campo cheio de moral e com um apoio maciço da torcida que compareceu à Araxá em bom número. Mais uma vez a torcida da casa ficou devendo, assim como o time nos primeiros 45 minutos.

O Ganso teve a chance de abrir o marcador em duas cobranças consecutivas de escanteio do camisa 10, Rafael Ipuã. Aos 11 minutos, o jogador cobrou fechado e por pouco na marcou um gol olímpico, com o goleiro Roni espalmando para a linha de fundo. Na segunda tentativa, o volante Jackson subiu mais que a defensiva do Uberaba e obrigou Roni a se esticar todo para evitar o gol.

As tentativas do Ganso pararam por aí e o jogo caiu muito de produção. Com uma forte marcação no meio-campo, ambas as equipes tiveram dificuldades em criar e não chutaram a gol.

Os golaços do Ganso

Veio o segundo tempo e com ele a mudança de atitude no Alvinegro. Em menos de 10 minutos o Ganso já tinha feito mais que em toda a primeira etapa. Aos 7, Jackson arriscou de fora da área e Roni fez boa defesa. Pouco depois, Rafael Ipuã também pegou de fora da área e Roni mandou para escanteio.

Aos 11 minutos, assim como no último jogo, Carlão abriu o caminho para a vitória do Araxá. Rafael Ipuã cobrou escanteio no meio da área e o defensor apareceu bem para balançar as redes. Logo aos 19, o Uberaba teve a chance de empatar com Gagal. O árbitro Marcelo Rufino dos Santos não marcou falta em cima Cafu no meio-campo, o Zebu ligou o contra-ataque com Thiago Emílio, o zagueiro Carlão falhou no lance e o atacante encontrou Gagal livre de marcação na área, ele dominou cara a cara com Arlem, mas chutou por cima.

O susto acordou o Araxá, que ampliou o placar aos 21. Rafael Ipuã recebeu lançamento pela esquerda, deixou seu marcador deitado, e chutou forte no ângulo esquerdo de Roni para fazer um golaço. O jogo esquentou e três jogadores foram expulsos. Os primeiros a irem mais cedo para o vestiário foram Kaik, que mal jogou, e Salatiel. Após forte dividida de bola no meio-campo, Salatiel chutou o atacante do Ganso e o árbitro acabou expulsando os dois jogadores, mesmo sem Kaik revidar. Aos 37, Argemiro recebeu o segundo cartão amarelo por falta em Luiz Eduardo e também foi expulso.

O que já estava bom para o Araxá ficou ainda melhor. Aos 38, após rebote em cobrança de escanteio, Cafu chutou forte de primeira no ângulo de Roni e foi aplaudido de pé nas arquibancadas do Fausto Alvim. No apagar das luzes, o Uberaba fez o de honra. Aos 49, Fernando arriscou da entrada da área, Arlem não segurou e, no rebote, Balduíno marcou.

Ficha técnica

Araxá: Arlem, Rodrigo Paulista, Carlão, Geovani e Halenn; Cafu, Toda, Jackson e Rafael Ipuã (Kaik); André Nascimento (Alcir) e Cristiano (Luiz Eduardo).
Técnico: Palhinha.

Uberaba: Roni, Paulo Vinícius (Paulo Fernando), Salatiel, Rogério, Argemiro; Gabriel, Balduíno, Gagal e Fernando; Éder de Leon (Renan) e Buiú (Thiago Emílio).
Técnico: Erick Moura.

Árbitro: Marcelo Rufino dos Santos.

Auxiliares: Flamarion Sócrates Silva e Ricardo Júnior de Souza.

Gols: Carlão, aos 11 do 2º tempo; Rafael Ipuã, aos 21; Cafu, aos 38; e Balduíno, aos 49 do 2º tempo.

Cartões vermelhos: Salatiel e Argemiro (Uberaba); Kaik (Araxá).

Notícias relacionadas