Garrado diz que Jeová está sendo vítima de ‘balaio de gato político’

Garrado diz que Jeová está sendo vítima de ‘balaio de gato político’

Garrado - Foto: Jorge Mourão

Da Redação/Jorge Mourão – Um dia depois de ter anunciado o seu pedido de renúncia da Comissão Processante (CP), que atualmente está suspensa por liminar deferida pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o vereador governista Garrado (PR) soltou o verbo e disse, na reunião ordinária da Câmara Municipal desta terça-feira (8), que está havendo um “verdadeiro BGP” – balaio de gato político – contra o prefeito Jeová Moreira da Costa.

Já em entrevista à imprensa, ele afirmou que todas as oitivas foram suficientes para perceber que as pessoas e empresas ouvidas (CBMM, Arquetipo, além da prefeitura) são idôneas. Disse ainda que a denúncia formulada pelo cidadão Anderson Alves Costa que motivou a instalação da CP é infundada.

“Faltou a defesa do prefeito (notificação da Justiça foi enviada antes da oitiva com o prefeito), mas ele estava presente para ser ouvido na maior transparência do mundo. Tudo que foi visto naquela entrevista com as pessoas e empresas achei banal. Deu para perceber que são empresas totalmente idôneas. A gente não viu nada, uma denúncia infundada, vazia, que pegaram simplesmente o processo que já existia na Promotoria (de Justiça) e levaram como provas.”

Ele acrescentou que continuar com a CP é uma perda de tempo. “Aquilo condizia com as provas e defesa apresentadas pelo prefeito. A gente foi ligando os fatos e cheguei à conclusão de que não vou participar mais.”

Garrado ainda relatou ter sido a única pessoa que leu a defesa prévia do prefeito encaminhada antes da realização das oitivas. “Não leram a defesa, o advogado (Raimundo Cândido Júnior, ex-presidente da OAB Minas) que está acompanhando a comissão disse que aquilo simplesmente não era viável, simplesmente encostou. Ficou a defesa do prefeito a Deus dará, jogada no canto. Ele correu o olho e mandou encostar. A defesa foi muito clara, com toda a documentação. Tivemos mais de cinco mil páginas de documentação. Por isso votei pelo arquivamento. E as outras pessoas votaram pela continuação.”

De acordo com o vereador, não vê como precipitada a sua atitude em deixar a CP. “Já estou adiantando pelo fato do que a gente está vendo o que está acontecendo. É ‘BGP’, balaio de gato político que estão fazendo com o nosso prefeito. Chega, deixem o doutor trabalhar. Eu acho que nossa cidade precisa de progresso, de pessoas idôneas e de tocar para frente. O cidadão não merece esse tipo de coisa”, protestou.

Ele acredita que o relatório final, caso a CP volte aos trabalhos (provavelmente haverá recurso à liminar), indicará a cassação do prefeito por uma motivação apenas política. “Acho que existe sim uma pretensão. Na denúncia não existia prova nenhuma, não tínhamos o direito de ter recebido ela da forma como foi indicada na Câmara. Acho que o prefeito corre um sério risco com relação a isso, e não com a transparência do governo dele”, disse.

“De forma alguma o prefeito quer esconder alguma coisa. Está tudo às claras, julgamento político que é o complicado das pedras. Temos eleição no ano que vem e tudo pode acontecer. Uma pessoa que apresenta tem que ser cidadão e tem que ser votante. O título dele (de Anderson Alves Costa) foi tirado (transferido) no mesmo dia da denúncia. Então você liga os fatos e vê realmente que é um balaio de gato político, acho que isso acontece até pela intenção de o prefeito possivelmente se candidatar à reeleição”, acrescentou.

E Garrado continuou não poupando críticas ao denunciante: “Ele não está nem aí, não compareceu a lugar nenhum. Aliás, nem o vejo ele como interessado. Deveria sim aparecer, dar a cara para bater. Quem deveria estar exigindo o recurso (da liminar) era ele e não o presidente da comissão. O que existe de errado é o que sempre existiu, é empresa doando serviços como sempre doou? Se é considerado como erro, pode-se consertar e reaver, mas não é caso de cassação de mandato”, concluiu.

» Presidente da CP lamenta saída de Garrado e rebate críticas

Notícias relacionadas