Super banner
Super banner

Leo Cunha debate a influência da leitura na formação do indivíduo

Leo Cunha debate a influência da leitura na formação do indivíduo

“A escola e a família na formação do leitor” é tema do terceiro encontro do Circuito CBMM de Cultura, em parceria com o Sempre um Papo. O escritor Leo Cunha é o convidado que, com sua ampla experiência na produção de histórias infanto-juvenis, conversa com o público sobre os benefícios da leitura na formação do indivíduo, além da influência do núcleo familiar e escolar.

A forma como essas duas instituições podem contribuir para o hábito e o prazer da leitura literária, e também a importância de uma formação cultural plural, aberta às várias artes e gêneros, estão na pauta do escritor. O debate integra a programação do 9º encontro do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler), projeto que oferece palestras e oficinas. O evento ocorre nesta segunda-feira (26), a partir das 9h30, no Centro de Convivência do Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá) – avenida Amazonas, 777, bairro São Geraldo. A entrada é gratuita.

Segundo Leo Cunha, a leitura de obras literárias, dos mais variados estilos, gêneros e formatos, favorece a formação de uma visão de mundo mais ampla, mais aberta e mais criativa. Durante a palestra, ele apresenta duas de suas obras: uma pequena parte de sua produção, mas que ilustram bem sua habilidade em tratar temas sérios de uma forma lúdica, bem acessível ao público jovem.

“Profisonhos – um guia poético” reúne poemas que falam sobre as profissões de uma forma lírica e bem-humorada. Leitura obrigatória para aqueles que ficam inquietos com a tradicional questão: “O que você quer ser quando crescer?”. Outra obra, “Conversa pra Boy Dormir”, trás uma reunião de contos que retratam as conversas de um pai com o filho pequeno, na hora de dormir. Cada conto traz um tema: brincadeiras, medo, sonhos, dificuldades. Em conjunto, vão tecendo a relação amorosa e companheira entre as duas gerações.

Leo Cunha é graduado em Comércio Exterior pela UNA e Comunicação Social pela PUC-BH. É especialista em literatura infantil e juvenil e mestre em Ciência da Informação. Divide suas atividades entre as aulas de jornalismo cultural que leciona na UNI-BH e a escrita de contos juvenis, atividade que iniciou com o livro “Pela Estrada Afora”, publicado pela Atual Editora em 1993.

De lá para cá, o autor soma mais de 40 publicações, entre livros autorais e coletâneas. Já venceu seis concursos literários, entre eles o Prêmio Jabuti – Autor Revelação do Ano em Literatura Infantil (1994) e Prêmio FNLIJ Odylo Costa com O melhor livro de poesia (2002).

Notícias relacionadas