Operário surpreende o Tigrão

Operário surpreende o Tigrão

Da Redação – O Campeonato Amador promoveu o início de sua 2ª fase neste domingo (18) com doze equipes correndo atrás da bola. No campo da Associação dos Funcionários da Vale (AFV), o campeão da Copa Cidade da 1ª Divisão, foi surpreendido pelo Operário ao sair do gramado derrotado por 1 a 0 com um gol feito pelo goleiro Testa de pênalti aos 31 minutos do segundo tempo.

Pela 2ª rodada, a equipe azul do bairro São Geraldo tem a chance de conseguir a segunda vitória diante do GEF no Oacisto Teixeira às 9h. Já o Tigrão enfrenta o Estância na AFV, a partir das 8h30. As partidas serão realizadas no próximo domingo, 25.

No primeiro tempo, Tigrão e Operário até tiveram algumas chances de tirar o zero do placar, porém ninguém conseguiu achar o caminho das redes. Os primeiros 45 minutos foram de muita marcação e poucos lances de perigo, terminando em 0 a 0.

“Operário unido, jamais será vencido”. A frase foi dita no final da partida pelos jogadores do Operário que saíram bastante satisfeitos pelo resultado. Na segunda etapa, a equipe do bairro São Geraldo começou assustando em dois chutes de longe. Em um deles, o lateral direito Michel finalizou de fora da área e obrigou Ednei a fazer grande defesa.

Bebeto, Kanidia e Serginho tentaram inaugurar o marcador, mas a bola se perdia na linha de fundo passando perto do gol defendido por Testa. O goleiro do Operário foi o artilheiro do jogo ao balançar a rede do Tigrão pela única vez aos 31 minutos. Em bola lançada para a área, o árbitro Amílton Marcos Moreira viu pênalti na disputa entre Giovanni do Operário e Alan do Tigrão.

Na cobrança, o goleiro Testa bateu no canto direito deslocando Ednei. Em desvantagem no placar, a equipe mandante pressionou o adversário até o fim, mas não empatou. Nos últimos minutos, o lateral direito Lucas Manguinha tentou invadir a grande área e foi derrubado, mas o árbitro Amílton não apontou a marca da cal gerando reclamações por parte do Tigrão.

Ficha técnica

Tigrão: Ednei; Lucas Manguinha, Zé Mário (Gérson), Alex e Vaninho; Augusto Toda, Allan, Ademílson (Kanidia) e Mateus (Alexandre); Bebeto e Davi (Serginho). Treinador: Fernando Guimarães.

Operário: Testa; Michel, Róbson Negão, Jardel e Mamão; Jhonny (Givago), Giovanni, Eto´o e Eliezer; Cinquentinha (Diego) e Eduardo Cajá (Amaral).

Treinador: Zezé.

Gol no 2° tempo: Testa aos 31 minutos.

Cartões amarelos: Lucas Manguinha, Zé Mário, Augusto Thóda, Allan e Ademílson (Tigrão); Testa, Michel e Jardel (Operário).

Cartão vermelho: Eliezer (Operário).

Árbitro: Amílton Marcos Moreira.

Assistentes: Baltazar Júnior e Helvécio Gomes.

Notícias relacionadas