Super banner
Super banner

Adolescente foge da PM e acaba se acidentando

Adolescente foge da PM e acaba se acidentando

Foto: William Tardelli

Na noite de ontem (15), durante rastreamento da Polícia Militar, os militares visualizaram duas motocicletas na rua Joaquim Augusto da Mota sentido à Avenida João Moreira Sales, cada uma ocupada por um indivíduo.

Uma das motocicletas transitava com faróis apagados e em apenas uma das rodas (empinando). Ao avistar a viatura policial, um dos motociclistas tomou rumo ignorado. Já o condutor da outra motocicleta (que estava “empinando”), fugiu em alta velocidade, não reduzindo nos três quebra molas existentes na avenida.

Ele desrespeitou várias sinalizações de parada obrigatória, passando por cruzamentos sem a devida atenção. Segundo a PM, ele praticou várias infrações de trânsito, bem como direção perigosa.

Ao acessar a rotatória das avenidas João Moreira Sales com Wilson Borges, o condutor não conseguiu realizar a conversão devido ao excesso de velocidade, quase subindo no canteiro da rotatória, oportunidade em que entrou na contramão de direção na av. Wilson Borges, transitando em cima da calçada.

Neste momento, o condutor perdeu o controle direcional e bateu em uma grade de proteção e depois na parede de um estabelecimento comercial. Devido ao impacto, a motocicleta foi projetada a uma distância aproximada de vinte a trinta metros, bem como o capacete do condutor se desprendeu.

O adolescente ficou inconsciente. Foram acionados o Corpo de Bombeiros e a ambulância do Pronto Atendimento Municipal, a qual compareceu ao local e encaminhou a vítima para atendimento médico.

A perícia técnica da Polícia Civil foi acionada, a qual realizou os trabalhos de praxe. A motocicleta foi removida e encaminhada ao pátio credenciado. O veículo estava com a documentação atrasada. Em contato com a mãe e o padrasto do autor, eles repassaram os dados do adolescente de 16 anos, o qual se encontrava no PAM. Mãe e padrasto disseram que nenhum deles entregou a direção do veículo, uma vez que o garoto trabalhava e teria comprado a motocicleta.

Foi realizado contato com o pai do adolescente no PAM, o qual confirmou o relato da mãe do autor. Diante do estado grave do adolescente infrator, ele ficou sob cuidados médicos e não foi conduzido para a Delegacia. 

Notícias relacionadas