Super banner

Aplicação da vacina bivalente contempla profissionais da saúde nesta terça (11) em Araxá; confira outros públicos

Aplicação da vacina bivalente contempla profissionais da saúde nesta terça (11) em Araxá; confira outros públicos

Data: 11/04/23
Público: População 60+
Local:  Unileste, Unisul, Uninorte e Unisa (das 8h às 15h)
Etapa: Vacina Bivalente

Data: 11/04/23
Público: População 12+ (Imunocomprometidos com laudo ou receita médica)
Local:  Unileste, Unisul, Uninorte e Unisa (das 8h às 15h)
Etapa: Vacina Bivalente

Data: 11/04/23
Público: Gestante e puérperas
Local:  Unileste, Unisul, Uninorte e Unisa (das 8h às 15h)
Etapa: Vacina Bivalente

Data: 11/04/23
Público: Profissionais da Saúde
Local:  Unileste, Unisul, Uninorte e Unisa (das 8h às 15h)
Etapa: Vacina Bivalente

Data: 11/04/23
Público: População 12+ com comorbidades
Local:  Unileste, Unisul, Uninorte e Unisa (das 8h às 15h)
Etapa: Vacina Bivalente

Documentação necessária:

– Documento original que tenha o número do CPF, Cartão de Vacina e Laudo que comprove a comorbidade.

Lembrando que a dose bivalente deve ser aplicada apenas para quem recebeu o esquema primário completo de vacinação contra a Covid-19, com intervalo de pelo menos 4 meses desde a última dose.

As puérperas deverão apresentar documento que comprove o puerpério (certidão de nascimento, cartão da gestante, documento do hospital onde ocorreu o parto, entre outros) no momento da vacinação.

Os profissionais de saúde devem apresentar documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o serviço de saúde ou apresentação da declaração emitida pelo serviço de saúde de atuação do profissional.

No ato da vacinação, caso a pessoa seja menor, precisa estar acompanhada de um responsável.

O uso da máscara de proteção continua sendo obrigatório em locais que ofereçam serviços de saúde, como postos de vacinação.

O cronograma completo e documentação necessária estão disponíveis no site ( www.araxavacina.com.br/cronograma ).

Profissionais da Saúde

São considerados trabalhadores da saúde a serem vacinados os indivíduos que trabalham em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão de saúde, ou seja, que atuam em estabelecimentos de serviços de saúde, a exemplo de hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias e outros locais. Entre eles, estão os profissionais de saúde, agentes comunitários de saúde, agentes de combate às endemias, profissionais da vigilância em saúde e os trabalhadores de apoio (exemplos: recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias, gestores e outros. Estão incluídos, ainda, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares (programas ou serviços de atendimento domiciliar, cuidadores de idosos, doulas/parteiras), estagiários ou residentes das profissões das áreas de saúde que estão atuando nos serviços de saúde, bem como familiares diretamente responsáveis pelo cuidado de indivíduos gravemente enfermos ou com deficiência permanente que impossibilite o autocuidado (não estão inclusos todos os contatos domiciliares desses indivíduos, apenas o familiar diretamente responsável pelo cuidado). Também será ofertada aos estudantes da área da saúde que estiverem prestando atendimento na assistência dos serviços de saúde.

Lista de comorbidades

Diabetes mellitus;
Pneumopatias crônicas graves;
Hipertensão Arterial Resistente (HAR);
Hipertensão arterial estágio 3;
Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo;
Insuficiência cardíaca (IC);
Cor-pulmonar e Hipertensão pulmonar;
Cardiopatia hipertensiva;
Síndromes coronarianas;
Valvopatias;
Miocardiopatias e Pericardiopatias;
Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas;
Arritmias cardíacas;
Cardiopatias congênita no adulto;
Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados;
Doenças neurológicas crônicas e distrofias musculares
Doença renal crônica;
Hemoglobinopatias e disfunções esplênicas graves;
Obesidade mórbida;
Síndrome de Down e outras Síndromes genéticas;
Doença hepática crônica.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *