Super banner
Super banner

Capal adquire área e planeja expansão

Capal adquire área e planeja expansão

Capal adquire área e planeja expansão

A Cooperativa Agropecuária de Araxá Ltda (Capal) adquiriu uma área de 140 mil metros quadrados, 14 hectares, para implantação de um plano de expansão nos próximos anos. O investimento de R$ 8 milhões foi aprovado em Assembleia Geral Extraordinária realizada recentemente na sede da Associação Comercial, Industrial, de Turismo, Serviços e Agronegócios de Araxá (Acia). O terreno adquirido faz parte da área conhecida como “Chácara das Freiras”, localizada ao lado da Fábrica de Rações e Suplementos Minerais e dos Armazéns da Capal.

A Assembleia Extraordinária também autorizou o Conselho de Administração a negociar, caso seja necessário, uma de suas propriedades (sede da matriz, Campo Experimental ou área adquirida da Construtora e Transportadora Barreiro localizada também junto aos Armazéns)  para quitar o investimento com este último imóvel. Um estudo será elaborado para a formatação de um plano diretor, que definirá os empreendimentos a serem implantados a curto, médio e longo prazo.

O objetivo da cooperativa é promover um crescimento organizado, com investimentos para expandir a capacidade de armazenagem de grãos, aumentar a produção de ração e sal mineral, melhorar as instalações do setor administrativo e de estocagem de adubos e defensivos.

O presidente da Capal, Alberto Adhemar do Valle Junior, diz que a compra do imóvel era uma necessidade da cooperativa. “Já tínhamos detectado a necessidade de aumentar a área de trafego de caminhões e carros dentro da nossa Fábrica de Rações e nos Armazéns. Em época de safra, o fluxo de veículos é muito grande, prejudicando o trabalho dos colaboradores e o atendimento aos nossos cooperados e fornecedores. Também já fazia parte do nosso planejamento a construção de novos silos para estocar produtos acabados e matéria prima, como por exemplo, soja e milho. Outra necessidade já identificada é de um local para estocar adubos e defensivos, além de aumentar a nossa capacidade de armazenagem de café. A cada ano batemos recordes de armazenamento e a demanda tem aumentado bastante”.

De acordo com o presidente, outra mudança que está sendo estudada é a transferência da sede da Matriz para a nova área adquirida. “Há anos estamos debatendo a mudança do nosso setor administrativo para um local mais próximo da fábrica. Acreditamos que essa mudança facilitará a comunicação entre os setores, o relacionamento entre os colaboradores e agilizará o processo de tomada de decisões. Além disso, necessitamos de uma loja de produtos agroveterinários com um espaço maior. A Capal cresceu muito nos últimos anos, a quantidade de cooperados tem aumentado rapidamente e precisamos oferecer-lhes maior variedade de produtos e serviços. Além disso, precisamos de um local maior para armazenar nossos produtos, o que vai melhorar nosso sistema de compras e, consequentemente, a redução de preços”.

Oportunidade

Junior explica que a compra dos 140 mil metros quadrados foi uma grande oportunidade para a cooperativa. “Sabíamos que dentro de quatro ou cinco anos teríamos problemas com a expansão dos nossos negócios, tendo em vista que tínhamos conhecimento que já existia inclusive um mapa de loteamento da área em questão. Com isso, o nosso plano de crescimento ficaria mais difícil de ser implantado e a proximidade com o perímetro urbano poderia gerar reclamações. Como tínhamos a prioridade de compra da área, que se encerrava dia 30 de agosto passado, convocamos a Assembleia e colocamos para votação. Considerando que se tratava de uma grande oportunidade de negócio, os cooperados aprovaram e nós efetuamos a compra. Tenho certeza de que essa aquisição será fundamental para o crescimento da cooperativa nos próximos anos”, afirma o presidente.

Filial da Tapira

A Capal está programando, para outubro próximo, a inauguração de mais uma loja agroveterinária, desta vez na vizinha cidade de Tapira. A nova unidade, a terceira filial da Capal, será mais uma opção para o produtor rural da região, que terá à sua disposição produtos agropecuários, medicamentos, suplementos minerais, rações, dentre outros. A loja é fruto de uma solicitação dos cooperados e produtores rurais de Tapira e São Roque de Minas, durante as reuniões da comunidade cooperativista do Pântano.

A região é uma importante bacia leiteira e tem o setor agropecuário como uma das suas principais economias. O objetivo da Capal é participar do desenvolvimento da nossa região, além de valorizar os cooperados, gerar empregos e diversificar ainda mais produtos e serviços para os produtores.

Notícias relacionadas