Super banner
Super banner

Ciências Biológicas do Uniaraxá amplia conhecimentos através de parceria com a CBMM

Ciências Biológicas do Uniaraxá amplia conhecimentos através de parceria com a CBMM

O Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá) mantém convênio de cooperação acadêmica com a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) desde 2001. A parceria proporciona o desenvolvimento de projetos voltados para a conservação da fauna e da flora do Cerrado, através de pesquisas desenvolvidas no Centro de Desenvolvimento Ambiental (CDA), que fica na área industrial da empresa, integrado por um criadouro conservacionista, um viveiro de mudas e pelo núcleo de educação ambiental.

No CDA, os acadêmicos de Ciências Biológicas do Uniaraxá desenvolvem atividades de estágio e pesquisa sob supervisão de uma equipe multidisciplinar. O grupo que coordena os projetos de parceria técnico-científica é formado por docentes do Centro Universitário e pelo corpo técnico do Centro.

Dentre as pesquisas desenvolvidas para Biologia da Conservação e Manejo de Fauna do Cerrado está o Projeto Rhea, que estuda os aspectos reprodutivos, cronobiologia, citogenética e  imuno-hematologia da ema em cativeiro, com avaliação de fatores que causam mortalidade das aves, análise da morfologia dos ovos e filhotes.

Também são estudados o comportamento da anta em cativeiro; a influência do forrageio e hábitos alimentares do lobo-guará em cativeiro; o levantamento de mastofauna e avifauna em áreas reflorestadas da área do Barreiro, em Araxá.

No Projeto Cerrado Vivo há estudos sobre classificação e reprodução de espécies vegetais raras e ameaçadas de extinção do bioma Cerrado. Levantamento que visa à produção e reintrodução destas espécies em áreas degradadas, de reflorestamento ou mata ciliares.

A parceria universidade-empresa possibilita o desenvolvimento de pesquisas, capacitação e valorização profissional. Já permitiu que mais de 50% dos alunos do curso de Ciências Biológicas fossem inseridos no mercado de trabalho, em cursos de mestrado ou doutorado.

De 2002 a 2007 foram publicados mais de 60 trabalhos científicos em importantes congressos e revistas científicas. Mais de 50 alunos do curso participaram de capacitação técnico-científica.

O desenvolvimento desses projetos incrementa a produção de conhecimento na área da Biologia da Conservação. As práticas vivenciadas contribuem para a capacitação dos futuros biólogos egressos do Uniaraxá e amplia horizontes, possibilitando ao acadêmico estar em sinergia com um mercado de trabalho que prioriza a criatividade e a geração de novos conhecimentos.

Notícias relacionadas