Super banner
Super banner

Crianças e adolescentes encenam espetáculo sobre Machado de Assis

Crianças e adolescentes encenam espetáculo sobre Machado de Assis

No final de cada ano, alunos das 12 cidades que participam do Programa TIM ArtEducAção realizam mostras artísticas para apresentar à comunidade onde vivem o trabalho desenvolvido nas oficinas. Em Araxá, que integra o Programa há dois anos, o evento acontecerá nesta quarta-feira (19), com apresentação da peça “Um conto para Assis”, às 19h30, no Cine Teatro do Brasil.

O espetáculo é uma adaptação dos contos “A cartomante e A igreja do diabo”, de Machado de Assis, em homenagem ao centenário de sua morte, comemorado este ano. No palco, os 200 alunos das oficinas de leitura, música, teatro, dança e arte com material reciclado do TIM ArtEducAção – Caminhart (Caminhos da Cidadania) encenarão um espetáculo rico em detalhes e fiel à época em que o escritor viveu.

“Mesmo tendo sido escritos no século 19, os contos permanecem atuais e fazem crítica à sociedade em que vivemos, o que permitiu a criação de um roteiro que explorasse os pecados e as virtudes do ser humano”, explica a gestora do Programa na cidade, Maria Amália Dumont.

Ela conta que os preparativos para a montagem começaram no início deste ano, quando professores das escolas participantes do ArtEducAção receberam apostilas com textos sobre a vida e a obra do autor, com o objetivo de fomentar o conhecimento entre os alunos. “Queríamos que as crianças e adolescentes compreendessem quem foi Machado de Assis e também a época em que ele viveu.

Por isso, enfatizamos a leitura para a produção da mostra artística. Acreditamos que é através da leitura que se tem acesso a todas as artes”, destaca Maria Amália.

O cenário de “Um conto para Assis” foi desenhado com técnicas de grafitagem e traz imagens do Rio de Janeiro no século 19, com a reprodução de uma típica praça do período. O figurino, criado especialmente para o espetáculo, veste as 200 crianças e adolescentes com roupas de época.

A peça tem direção geral e artística da professora Lígia Lakal e conta com a parceria da prefeitura, por meio da secretaria municipal de Educação e da Sociedade dos Amigos da Biblioteca de Araxá (Sabia).

Notícias relacionadas