Super banner
Super banner

Discussão entre coordenador da Vigilância e médica do PAM termina na delegacia

Discussão entre coordenador da Vigilância e médica do PAM termina na delegacia

PAM/Santa Casa - Divulgação

Da Redação/Isabella Lima – Uma discussão envolvendo o coordenador geral do Setor Municipal de Vigilância em Saúde, José Renato da Silva Júnior, e a médica otorrinolaringologista Martha Paulino Dornelas foi parar na delegacia.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar (PM) na noite desta segunda-feira (5), a médica estava de plantão no Pronto Atendimento Municipal (PAM) quando encontrou José Renato em um dos corredores do hospital com o prontuário de um paciente nas mãos.

Martha teria advertido José Renato de que ele não poderia prescrever medicamentos para um paciente já que ele não é médico. Segundo a ocorrência, após a advertência o coordenador teria ameaçado a médica e se trancou com ela em uma sala.

Ele se identificou como coordenador da Vigilância em Saúde e explicou que foi ao PAM para verificar um paciente com suspeita de dengue, e que, ao contrário do que Martha acusava, não estava prescrevendo medicamentos. Ainda conforme a ocorrência, ele alegou que só fechou a porta da sala porque a médica estava falando muito alto.

José Renato foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde prestou esclarecimentos e foi liberado. Procurado pela reportagem do Diário de Araxá, ele disse que a reação da médica foi exagerada e que está sem entender a repercussão do fato. Já a médica não retornou os contatos.

Notícias relacionadas