Super banner
Super banner

Faltas em consultas geram transtornos no atendimento nas Unidades de Saúde

Faltas em consultas geram transtornos no atendimento nas Unidades de Saúde

Ausências crescentes na Unisa, Unisul e Unileste privam outros pacientes de se consultarem.

 

O setor de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde realizou balanço dos atendimentos do segundo quadrimestre de 2017 nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e constatou que muitos pacientes vão às Unidades, marcam as consultas e depois não comparecem para o atendimento médico. Isso tem gerado transtorno no sistema de agendamento. Em decorrência da situação, a Secretaria de Saúde decidiu praticar medidas para minimizar o problema e, principalmente, para não privar outros usuários de receberem atendimento.

O balanço dos atendimentos em Clínica Médica considerou os 23.463 agendamentos nas ESFs (programados: grupos prioritários como Hipertensos, Diabéticos, Criança, Gestante, entre outros), Unisa e Unisul, resultando em 1.334 faltas. O levantamento considerou na Unisul e Unileste as consultas de pediatria e ginecologia, sendo, respectivamente, 384 faltas entre os 2.138 agendamentos e 927 faltas em 2.122 marcações.

A enfermeira Daniela Neves destaca que os balanços das demais UBSs estão sendo realizados, mas além disso, será desenvolvido um trabalho de conscientização da população quanto à importância de comparecer às consultas.

“Contaremos com reuniões de sensibilizações na Câmara de Vereadores, Conselho Municipal de Saúde e com as equipes. O número de faltas será, periodicamente, informado para a comunidade”, destaca a enfermeira.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
1 Comentário
Novos
Antigos Mais votados
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
1
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x