Flagrantes da Lei Seca aumentam em cidades pequenas do interior de Minas

Flagrantes da Lei Seca aumentam em cidades pequenas do interior de Minas

Interiorização das ações da Campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida, que no fim de semana aconteceram em 53 cidades, mudam a rotina de quem bebe e dirige no interior.

 

O fim de semana de blitze integradas da Lei Seca em Minas Gerais terminou com 3.459 motoristas abordados por ações da Campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida, em 53 municípios de todas as regiões do estado.
De acordo com a legislação, esses flagrados em crimes de trânsito têm a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) retida, pagam multa de R$ 2.934,70 e sofrem processo criminal.
Na avaliação da coordenadora do setor de trânsito da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Christiane Aguiar, o aumento de operações em cidades de pequeno porte, onde até então não se tinha rotina de blitze específicas de Lei Seca – apenas abordagens policiais que poderiam resultar em multas e flagrante – deve aumentar os flagrantes de motoristas pela campanha em geral, “mas provocar, também, com o passar do tempo, mudanças de comportamentos do motorista das cidades de menor porte do interior”.
Na avaliação dos resultados das 53 cidades durante o fim de semana, além dos 3.459 abordados, foram flagrados 113 motoristas por infração de trânsito, 19 por crimes, e 147 inabilitados.

 

Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida

A Campanha “Sou Pela Vida. Dirijo Sem Bebida” foi implementada pelo Governo de Minas Gerais com foco principal na fiscalização e combate a alcoolemia. Também são checadas outras questões que podem contribuir com a segurança dos mineiros e com a segurança das vias, como a habilitação dos condutores, quem são e se tem impedimentos na Justiça, aspectos de conservação e manutenção dos veículos, entre outros pontos.
A campanha tem a coordenação da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), por meio da Subsecretaria de Integração, e conta com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícias Rodoviárias Estaduais e Federais, BH Trans e Guardas Municipais de cidades parceiras.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x