Super banner
Super banner

Fórum Comunitário busca ampliação do acesso de alunos carentes ao ensino superior

Fórum Comunitário busca ampliação do acesso de alunos carentes ao ensino superior

Fórum comunitário

O Fórum Comunitário da Câmara Municipal recebeu, nesta segunda-feira (18), representantes do Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá) para debater sobre incentivos de acesso ao ensino superior para alunos carentes por meio de bolsas de estudo e programas de financiamento. O Fórum foi promovido por requerimento do vice-presidente do Legislativo, vereador Sargento Amilton (PTdoB).

Além dos vereadores, participaram do debate o pró-reitor de Ensino, Pesquisa e Extensão do Uniaraxá, Pedro Júnior Ashidani, o diretor-executivo da Fundação Cultural de Araxá (mantenedora do Uniaraxá), Cássio Roberto de Melo, e representante da Secretaria Municipal de Educação, Maria de Castro.

Abrindo o debate, o vereador Sargento Amilton falou de necessidades de alunos do Uniaraxá em relação a mensalidades mais baixas, bolsas de estudo além de emendas ao Plano Plurianual (PPA) do Município para os próximos quatro anos, que está em tramitação na Casa, beneficiando alunos carentes por meio de parcerias com o Poder Executivo, tendo em vista que atualmente são investidos R$ 600 mil para o transporte diário de universitários a Uberaba e atualmente não há nenhum recurso público do Município destinado para contemplar araxaenses que estudam no centro universitário local.

Durante questões levantadas pelos vereadores, os representantes da instituição relataram que as bolsas são realmente necessárias para quem não pode arcar com o pagamento das mensalidades, relatando que atualmente 5,5% do número total de acadêmicos (hoje tem cerca de 2,5 mil alunos) conta com este benefício, sendo 30% do valor do curso correspondente. A bolsa é concedida mediante perfil que atenda pré-requisitos e entrevista, e no momento não tem como ampliar esse benefício tendo em vista os gastos com manutenção e folha de pagamento de professores e demais funcionários.

Também relataram sobre descontos concedidos para alunos da microrregião por meio de parceria as prefeituras de seus respectivos municípios, tendo a contrapartida de fornecerem o transporte diário dos acadêmicos.

O Uniaraxá tratou ainda sobre futuros investimentos em seu campus universitários, os principais deles a construção de mais salas de aulas para atender a crescente demanda e melhorias e ampliação no acesso ao estacionamento da instituição para desafogar o trânsito na avenida Amazonas.

O ProUni do governo federal também foi ponto de debate, sendo explicado que este convênio não foi firmado até o momento com o Uniaraxá por falta de contrapartida do programa, que se dá por meio do Imposto de Renda e a instituição, pode ser uma fundação, não paga imposto e estaria deixando de arrecadar receita, mas a possibilidade de se ter o ProUni no Uniaraxá ainda está sendo estudada.

José Balbino, pai de aluna recentemente aprovada pelo vestibular do Uniaraxá, relatou sobre a necessidade de mais incentivo por parte do Poder Público, indagando porque os ensinos fundamental e médio contam com muitos investimentos e oferta de diversas escolas públicas na cidade e quando o aluno chega ao ensino superior encontra várias dificuldades, pois uma família de baixa renda não tem como arcar com as mensalidades e o número de bolsa contempla somente uma pequena parte do número total de alunos.

Em sua avaliação, o vereador Sargento Amilton considerou o Fórum Comunitário bastante positivo, sendo o primeiro entre os muitos debates para tratar sobre o ensino superior em Araxá, sugerindo a criação mista composta por representantes do Legislativo, Executivo e do Uniaraxá para que possam buscar soluções no melhor acesso de alunos carentes da cidade aos cursos locais de graduação.

Notícias relacionadas