Super banner
Super banner

GEF vence Caiçara e assume liderança do Amadorão

GEF vence Caiçara e assume liderança do Amadorão

Marcos Jr. em armação de jogada pelo GEF - Foto: Raphael Rios

Da Redação/Jorge Mourão – Uma vitória construída logo aos 10 primeiros minutos de jogo sobre o Caiçara colocou o GEF na liderança do Amadorão, beneficiado com a derrota do Vila Nova contra o Dínamo. Em uma partida de arbitragem conturbada, o Verdão venceu por 2 a 1, no campo da AEF, e segue forte na briga por mais um título. Já o Caiçara não soube aproveitar a vantagem de estar com um jogador a mais desde a metade do primeiro tempo, sofreu a sua segunda derrota, mas fica tranquilo na zona de classificação.

» Classificação e resultados

Dois gols e arbitragem confusa

A partida começou com um GEF já empenhado em abrir rapidamente marcador, enquanto nada restava para o Caiçara a não ser evitar a pressão com a zaga afastando as investidas dos donos da casa. No entanto, com boas jogadas construídas pelas pontas, O GEF marcou dois gols nos dez primeiros minutos e já ensaiava uma goleada.

Aos 7, Lucas Ribite recebeu na ala direita, invadiu a área e encheu o pé direito na saída de César e abriu o placar. Logo aos 9, o artilheiro Malaia roubou a bola de Chinézio em tentativa de sair jogando, e chutou cruzado, no canto direito, ampliando o marcador.

A partir daí o clima esquentou com sequência de entradas duras e a arbitragem se complicando. Em uma das jogadas, Ninho entrou de carrinho em Lucas Ribite na lateral, mas o árbitro Gilberto Morais deu falta para o Caiçara. Os dois já haviam se estranhado em lance anterior e punidos com amarelo, e Lucas acabou expulso de campo por reclamação, assim como o treinador Caixeta.

A partida prosseguiu com forte marcação das duas equipes e poucas jogadas de perigo. Em uma delas, Malaia quase fez o terceiro do GEF. Ele recebeu na pequena área cruzamento rasteiro de Elvinho, mas tocou por cima da meta de César. Neste lance ele se machucou na dividida com a zaga do Caiçara e foi substituído por Alex Rodrigues.

Já o Caiçara investia jogando fechado pelo meio com tabelas entre Fabinho, Lavras e Fabiano Loucura, mas não deu trabalho ao goleiro Robert.

Caiçara diminui de pênalti

Na volta do intervalo o Caiçara queria aproveitar a vantagem de estar com um a mais em campo e promoveu substituições na zaga e no ataque. O GEF reforçou a marcação sacando o atacante Paulo Henrique pelo volante Caio Xaropinho.

Começa o jogo e o que se viu foi o Verdão gastando o tempo tocando de lado e subindo pouco, enquanto o Caiçara permanecia em jogadas pelo meio para chegar ao gol.

Até que eu uma dessas investidas o Colorado conseguiu diminuir o placar aproveitando uma falha da marcação do GEF. Em invadida na área pela direita, o lançamento parou na mão de Ítalo e o pênalti foi acertadamente marcado, aos 38. O camisa 10, Marquinho, fez boa cobrança no canto direito de Robert, que acertou o canto mas não alcançou, só que já era tarde para o Caiçara conseguir uma reação.

O GEF ainda quase fez o terceiro com André, que havia entrado no lugar de Xaropinho que saiu lesionado. O atacante arriscou do meio da rua e a bola caprichosamente bateu no travessão, com César já batido no lance.

Fim de jogo, GEF, invicto, 2; Caiçara 1.

Ficha técnica

GEF: Robert, Rafael, Dudu, Emerson e Jean Dener (Ítalo); Timinho, Marcos Jr. (Roger), Lucas Ribite e Malaia; Elvinho e Paulo Henrique (Caio Xaropinho) (André).
Treinador: Caixeta.

Caiçara: César, Dinei (Bruno), Amarildo, Chinézio (Dieguinho) e Marcelo; Lucas Silvinho (Lucas Podolski), Ninho, Marquinho e Fabiano Loucura; Lavras e Fabinho.
Treinador: Leonides.

Árbitro: Gilberto Morais.
Auxiliares: Moacir Pereira e Carlos Alberto Marques.

Cartões amarelos: Jean Dener, Ítalo e Timinho (GEF); César, Amarildo, Lucas Silvinho e Ninho (Caiçara)
Cartão vermelho: Lucas Ribite (GEF).

Gols no 1º tempo: Lucas Ribite, aos 7, e Malaia, aos 9.
Gol no 2º tempo: Marquinho, aos 38.

Notícias relacionadas