Helicóptero do SAMU já atende pacientes de Araxá

Helicóptero do SAMU já atende pacientes de Araxá

Os tratamentos médicos para pacientes graves ganharam um reforço importante com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) Regional. A Prefeitura de Araxá através da Secretaria de Saúde passa a oferecer transporte aéreo para os pacientes, via Consórcio Regional da Triângulo Sul, onde 27 cidades são atendidas. A equipe é formada por médicos, enfermeiros, comandante e bombeiro. A Secretária Diane Dutra, destaca que as primeiras transferências de pacientes foram feitas nesta sexta-feira, 19 de julho, e estão contando com todo o apoio da Administração Municipal para aderir ao Consórcio.

Diane esclarece que vem participando de reuniões, se informando sobre as responsabilidades de cada um no atendimento. A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais comprou a aeronave, sendo responsável pela manutenção do helicóptero e o custeio dos profissionais é de responsabilidade dos municípios. O Consórcio é coordenado pela Regulação Estadual da Superintendência Regional de Saúde, de Uberaba e cada município participa de acordo com o número de habitantes. “A prefeitura quis se certificar de tudo, uma vez que diante das dificuldades financeiras enfrentadas pelo Estado muitos serviços já foram suspensos e queremos uma coisa estruturada para que o atendimento não seja cancelado daqui a algum tempo”.

O consórcio atenderá pacientes dos hospitais públicos uma vez que as transferências são feitas via SUS Fácil. O embarque do paciente é feito na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), local aprovado para o pouso da aeronave. A viagem de helicóptero é rápida, são 30 minutos; enquanto de ambulância o paciente demora mais de uma hora para chegar ao hospital em Uberaba. “É uma conquista enorme, a gente vai só melhorando a nossa assistência, será muito bom para salvarmos vidas”, ressaltou Diane.

O diretor técnico da UPA, o médico Carlos Heráclito Doga, reforçou que serão transportadas pessoas em estado grave com necessidade de tratamento de maior complexidade, não disponibilizado em Araxá. Casos de paciente que teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC), candidato a uma terapia trombolítica; pessoa que teve um infarto e precisa de uma angioplastia primária. “É mais uma conquista importantíssima, uma ferramenta que vem para complementar. O que não pode ser feito aqui no município, conseguimos de maneira bem rápida levar o paciente até o centro mais próximo de acordo com a Regulação de Referência”, finalizou.

Notícias relacionadas

1 Comentário

  1. Kátia hinham

    Parabéns
    Que os profissionais da saúde é seus responsáveis continuem a olhar pela população araxaense.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *