Super banner
Super banner

PM faz cerco na região em busca dos assaltantes do almoxarifado da prefeitura

PM faz cerco na região em busca dos assaltantes do almoxarifado da prefeitura

Capitão Adriano Guimarães - Foto: Jorge Mourão

Da Redação/Raphael Rios – A Polícia Militar (PM) faz buscas em toda a região no intuito de tentar localizar e prender os assaltantes que levaram um caixa eletrônico do almoxarifado da prefeitura. No equipamento havia cerca de R$ 136 mil que seriam usados, principalmente, para o pagamento dos funcionários nesta terça-feira (31). Os bandidos fizeram sete reféns e, provavelmente, fugiram sentido a Uberlândia.

O capitão Adriano Marques Guimarães fala sobre a operação. “Pistas concretas a Polícia Militar ainda não tem, mas possivelmente trata-se de pessoas oriundas de Uberlândia. Nosso policiamento já está fazendo os rastreamentos, estamos com a equipe articulada fazendo o cerco na região e todas as cidades vizinhas já foram alertadas. Há um planejamento em toda a região para tentar localizar e prender esses assaltantes”, diz.

Para capitão Guimarães, a quadrilha é especializada e planejou o crime visando o dinheiro que seria usado para o pagamento dos servidores. “Com certeza é uma quadrilha que já cometeu outros crimes na região. A quadrilha é bem articulada, com cerca de sete pessoas, e que é especializada em furtos em caixas eletrônicos”, acrescenta.

Local vulnerável

O almoxarifado da prefeitura já foi alvo de bandidos em pelo menos três vezes. De acordo com o capitão, o local afastado e de pouca segurança facilitou a ação e fuga dos bandidos. A PM alerta que caixas eletrônicos não sejam colocados em locais assim. Hoje pela manhã, o chefe do setor de Transportes, Antônio Derrico, já havia informado que outro caixa não será instalado no almoxarifado.  

“Para a nossa segurança, o ideal seria que nesses locais mais afastados e que dão acesso a rodovias não fossem colocados caixas eletrônicos, porque auxilia, até mesmo, a rota de fuga dos autores. O ideal é que fossem colocados em locais de grande aglomeração de pessoas, de boa iluminação e também em um ponto mais central na cidade, e não tão afastado”, alerta o capitão Guimarães.

Notícias relacionadas