Super banner
Super banner

Prefeitura cobra medidas mais rígidas de prevenção à Covid na Mosaic Fertilizantes em Araxá

Prefeitura cobra medidas mais rígidas de prevenção à Covid na Mosaic Fertilizantes em Araxá

Prevenção e monitoramento das condições de saúde dos funcionários, triagem na entrada dos postos de trabalho, aferição de temperatura, testagem constante de prestadores de serviços que vêm outros municípios, bem como ações de contenção a serem tomadas na identificação de casos positivos para Covid-19, foram as situações que motivaram uma fiscalização da Prefeitura de Araxá na empresa Mosaic Fertilizantes, nesta sexta-feira (14). 

A ação, que contou com representantes da Procuradoria-Geral, do Gabinete do Prefeito e das Vigilâncias Sanitária, em Saúde e Epidemiológica, teve o objetivo de garantir o cumprimento dos protocolos sanitários contra a Covid-19. 

Foi constatado que não é executado a aferição de temperatura em todos os prestadores de serviço e que funcionários de empresas terceirizadas estão hospedados em cidades vizinhas, o que dificulta o monitoramento e controle municipal, visto que essas pessoas transitam entre duas cidades com o risco de se contaminarem e transmitir o vírus entre esses locais. 

De acordo com o procurador Rick Paranhos, foi apurado que a empresa está realizando uma parada emergencial de 20 dias por decorrência de duas máquinas quebradas, porém, essa manutenção foi iniciada sem o aviso prévio ao município. Essa manutenção provocou a vinda de trabalhadores de municípios do interior de São Paulo e de Estados do Nordeste. 

“Solicitamos todos os contratos de trabalho das empresas terceirizadas que estão trabalhando e vamos analisar essa documentação. Além disso, eles já fizeram o compromisso de exigir que as prestadoras de serviço façam a transferência dos profissionais que estão em municípios vizinhos para a cidade de Araxá, depois de testados”, afirma Rick. 

Durante a ação de fiscalização, a Vigilância Sanitária verificou também o cumprimento de todas as medidas sanitárias, como disponibilização de álcool gel, aferição da temperatura, orientação do uso obrigatório de máscaras, higienização de espaços como banheiros, restaurantes, vestiários e coletivos. 

O órgão exigiu ainda dos representantes a comunicação imediata à Secretaria de Municipal de Saúde de todos os casos suspeitos e confirmados entre os funcionários que trabalham no local. Uma das prestadoras de serviço está com seis funcionários infectados e cumprindo isolamento.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x