Super banner
Super banner

Roberto está garantido por mais um ano na presidência da Câmara

Roberto está garantido por mais um ano na presidência da Câmara

Carlos Roberto Rosa, presidente da Câmara Municipal de Araxá - Foto: Jorge Mourão

Da Redação/Jorge Mourão – A Câmara Municipal de Araxá aprovou em primeiro turno, por 8 votos a 1, mais uma prorrogação (a segunda) da atual Mesa Diretora, presidida por Roberto do Sindicato (PP), na reunião ordinária desta terça-feira (6). A matéria pode ser votada novamente em segundo e definitivo turno após interstício de 10 dias. O voto contrário foi do vereador Garrado (PR) e o vereador Alexandre Irmãos Paula (PR) deixou o plenário antes da votação, provavelmente por não concordar com a prorrogação.

Inicialmente foi proposta por Pezão (PMDB) uma emenda à Lei Orgânica do Município a oportunidade de a atual Mesa Diretora ter chance de disputar reeleição, mas um substitutivo à emenda, autoria de Lídia Jordão (PP) e Marco Antonio Rios (PSDB), propôs a prorrogação do mandato, aprovada em primeiro turno.

Em entrevista à imprensa, Roberto agradeceu ao consenso da maioria para permanecer por mais um ano frente à presidência da Casa e afirmou que o principal projeto é construir o anexo com mais cinco gabinetes para atender todos os 15 vereadores que serão eleitos em 2012. Com a aprovação em segundo turno, Roberto estará como único presidente da Câmara durante a legislatura (2009/2012). Na bagagem, a criação do Fórum Comunitário (audiências públicas que debatem assuntos de interesse da população com diversos segmentos e promovidas via requerimento dos vereadores) e a construção da nova sede legislativa.

“Tivemos a sorte em ter companheiros que me ajudaram. Sem esse grupo de vereadores não teríamos chegado a um consenso, é um trabalho sério, responsável, e ficamos felizes. Ainda falta a segunda votação, esperamos que tenha o mesmo quórum, mas queremos fechar o nosso ciclo frente ao Legislativo”, destacou Roberto.

Plenário sem Alexandre Irmãos Paula e com Garrado votando contra - Foto: Jorge Mourão

Com voto contrário à prorrogação, Garrado relatou que era favorável à eleição. “Seria uma forma de mostrar à população um sistema democrático para a composição da Mesa Diretora. Não tenho nada contra a atual, mas ficou uma questão paternalista, tipo sindicato mesmo, onde você muda o estatuto e fica 15 anos, 20 anos. A Mesa deveria ser renovada de dois em dois anos.

Juninho da Farmácia (DEM), que tinha intenção de lançar candidatura à presidente, optou por uma união do grupo. “Recuar também é um ato da política, tudo para manter o grupo unido. Ano que vem estaremos praticamente todos no mesmo palanque, e talvez um racha agora seria crucial à política araxaense e à cidade. Temos, sim, pretensões em crescer politicamente, mas somos novos e por isso chegamos agora. Mas, com a graça de Deus, teremos novos mandatos e disputaremos novamente a presidência da Câmara em outras oportunidades. O momento foi de consenso e quem ganha com isso é a cidade.”

Além de Roberto, a Mesa Diretora é composta pelo vice Juninho da Farmácia, pela primeira-secretária Edna Castro (PSDB) – que retornou à Casa –  e pelo segundo-secretário Mateus Vaz de Resende (DEM). Também foram favoráveis à prorrogação os vereadores Marco Antonio Rios (PSDB), Márcio de Paula (PR), Lídia Jordão (PP) e Pezão (PMDB).

Notícias relacionadas