Super banner
Super banner

Santa Casa recebe medicamento para ajudar no atendimento de pacientes com Covid-19

Santa Casa recebe medicamento para ajudar no atendimento de pacientes com Covid-19

Araxá está entre os municípios que receberam medicamentos para o tratamento de pacientes com Covid-19. A Santa Casa recebeu ampolas de midazolam da Secretaria de Estado de Saúde. A remessa faz parte de mais um quantitativo de medicamentos utilizados para manter a sedação de pacientes com Covid-19 encaminhados pelo Governo Federal ao Estado. Conhecidos como “kit intubação”, os bloqueadores neuromusculares são disponibilizados para instituições que tiveram aumento abrupto de consumo e que têm estoques suficientes apenas para quatro dias.

São 1.925 ampolas de rocurônio, 675 ampolas de cisatracúrio (medicamento complementar ao rocurônio), 3.400 ampolas de midazolam e 400 ampolas de norepinefrina, destinados a 15 hospitais de oito macrorregionais: Centro, Leste, Oeste, Sul, Sudeste, Leste do Sul, Norte, Centro-Sul. Todas os estabelecimentos fazem parte do Cadastro Nacional dos Estabelecimentos em Saúde (CNES).“Semanalmente os hospitais informam a secretaria sobre seus estoques. Aqueles que estão com quantitativos menores do que para uma semana, buscamos atender dentro da disponibilidade, o mais rápido possível”, informou o diretor de Medicamentos Básicos da SES-MG, Jans Bastos Izidoro.

Remessas anteriores

Na quarta-feira (31/3), a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) iniciou a distribuição de 2.575 unidades de atracurio, 350 de cisatracúrio, 1.745 de dexmedetomitina e 14.660 mil de midazolan.

Antes desta remessa, chegaram ao almoxarifado da SES-MG, na semana passada, 6.150 ampolas de rocurônio, 1.000 ampolas de cisatracúrio e 600 ampolas de atracúrio, que, no dia seguinte, já estavam liberadas para 44 hospitais.

Enviados pelo Ministério da Saúde, os anestésicos e os bloqueadores neuromusculares estão sendo disponibilizados para 56 hospitais de referência para o atendimento à covid-19 e unidades de Saúde, contemplados conforme nível de criticidade e risco de falta dos medicamentos.

Receberão os fármacos, as macrorregiões do Centro, Jequitinhonha, Leste do Sul, Nordeste, Noroeste, Norte, Oeste, Sudeste, Sul, Triângulo do Norte, Triângulo do Sul e Vale do Aço.

Envio de medicamentos

Remessa 1 = 44 hospitais em 35 cidades de 11 regiões de Saúde

Remessa 2 = 56 unidades de Saúde em 39 cidades de 12 regiões de Saúde

Remessa 3 = 15 hospitais em 15 cidades de 8 regiões de Saúde

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
2 Comentários
Novos
Antigos Mais votados
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
2
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x