Secretaria de Saúde apresenta prestação de contas em audiência pública na Câmara

Secretaria de Saúde apresenta prestação de contas em audiência pública na Câmara

A saúde voltou a ser tema de uma audiência pública realizada na Câmara Municipal, na quarta-feira (20). O evento é realizado quadrimestralmente para que os vereadores e a população tenham acesso aos dados atualizados apresentados pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde. Além dos vereadores, participaram do encontro profissionais da secretaria, estudantes universitários, imprensa e comunidade.

A secretária Diane Dutra conduziu o encontro ao lado do presidente do Legislativo, vereador Roberto do Sindicato. Ela ressaltou que o relatório apresentado é uma síntese do trabalho da pasta que é complexo e com uma grande diversidade de informações.

A referência técnica em Vigilância em Saúde, Telma Di Mambro Senra, apresentou o mapeamento da secretaria que mostra como a cidade é divida para o planejamento das ações. Ela destacou que no ano de 2018, foram investidos R$ 54.296.544,13, no setor de saúde. Este valor representa 20.97% da arrecadação, obedecendo ao mínimo constitucional estabelecido que é de 15%.

Ela também apresentou curiosidades sobre os nascimentos e óbitos em Araxá. “No ano de 2018 ocorreram um total de 1645 nascimentos, sendo 47% recém-nascidos do sexo feminino e 53% do sexo masculino. A faixa etária média das mães está entre os 20 e 35 anos, mas deve ser destacado o aumento de gestantes com mais de 36 anos de idade.” Telma ainda mostrou dados que apontam que as principais causas de óbito não município são as doenças do aparelho circulatório e respiratório.

Outro assunto tratado pela profissional foi a redução de atendimentos realizados pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No ano de 2017 foram cerca de 90 mil atendimentos e em 2018 cerca de 70 mil. Ela explicou que essa diminuição mostra que a população está compreendendo melhor as situações em que pode procurar as Unidades Básicas de Saúde de sua região e quando precisam procurar a UPA, que deve resolver problemas de alta complexidade, ou seja, casos de urgência e emergência.

A secretária respondeu perguntas dos vereadores ao final do encontro. Ela informou que as Unidades de Saúde serão reformadas, sendo que a Unisa está passando por adequações mais representativas.

Outro questionamento respondido por Diane foi com relação aos atrasos nos repasses de verba estadual. “O município está assumindo responsabilidades do estado, pois não está recebendo verba estadual. Provavelmente Araxá é a única cidade da região que conseguiu manter a normalidade de seus serviços no ano de 2018, sem reduzir horário de funcionamento nem a quantidade de consultas e procedimentos.”

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *