Capal implanta sistema de gerenciamento de manutenção

Capal implanta sistema de gerenciamento de manutenção

A Cooperativa Agropecuária de Araxá (Capal) está implantando um sistema computadorizado de gerenciamento de manutenção da fábrica de rações e sal mineral e armazéns de grãos. O software realiza todo o planejamento e controle das atividades de manutenção sobre equipamentos e instalações, maximizando a eficácia da manutenção e reduzindo os custos.

O objetivo é disponibilizar uma ferramenta eficaz e de fácil utilização, que amplia a capacidade de gerenciamento em ambientes industriais, comerciais e de serviços, suportando perfeitamente as necessidades frente às manutenções preventivas, preditivas e corretivas.

A manutenção preventiva é uma manutenção planejada, que previne a ocorrência corretiva. Trata-se de um dos tipos de manutenção mais importantes dentro de uma planta industrial e que requer esforços de planejamento e treinamento das equipes especializadas, sempre com o intuito de manter os equipamentos na mais extrema disponibilidade, com base em procedimentos de confiabilidade.

A manutenção corretiva é uma manutenção não periódica, que variavelmente poderá ocorrer e trata da correção dos danos atuais e não iminentes. Já a manutenção preditiva é aquela que indica as condições reais de funcionamento das máquinas, com base em dados que informam o seu desgaste ou processo de degradação. O processo que prediz o tempo de vida útil dos componentes das máquinas e equipamentos e as condições para que esse tempo de vida seja bem aproveitado.

O gerente de Produção da Capal, Fábio de Melo, diz que realizar a análise e prevenção de falhas, otimizar a manutenção preventiva, monitorar o histórico dos equipamentos e suas tendências, são alguns dos benefícios do novo sistema. “O software auxilia na redução de custos nos processos produtivos. Não apenas pelo aumento da vida útil dos equipamentos, decorrente da redução de danos e falhas, mas principalmente pelo aumento da capacidade de produção das empresas, em função da maximização do tempo de funcionamento dos equipamentos.”

De acordo com ele, o sistema realiza o acompanhamento e a programação dos recursos existentes para as atividades de manutenção. “Colaboradores, materiais de reposição e consumo, fornecedores, ferramentas, procedimentos e recursos financeiros, tudo terá um acompanhamento diário, promovendo a produtividade e a eficácia do trabalho, racionalizando o consumo de materiais e otimizando a carga de trabalho dos colaboradores. Além disso, poderemos reduzir os custos de armazenamento de materiais, evitar níveis de estoque com excessivas reposições e minimizar tempos de parada de equipamentos pela falta de peças de reposição, são alguns benefícios obtidos pelo sistema”, ressalta Fábio.

Notícias relacionadas