Super banner
Super banner

Capal participa da Fenicafé 2012

Capal participa da Fenicafé 2012

Fenicafé 2012 - Divulgação

A Cooperativa Agropecuária de Araxá (Capal) participou da Feira Nacional de Irrigação de Café (Fenicafé 2012). O evento, realizado em Araguari entre os dias 28 e 30 de março, é considerado o maior da cafeicultura irrigada do país, pois reuniu três grandes encontros: o 17º Encontro Nacional de Irrigação da Cafeicultura do Cerrado; 15ª Feira de Irrigação em Café do Brasil; 14º Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada. O presidente da Capal, Alberto Adhemar do Valle Júnior, marcou presença na abertura oficial da feira, que contou com a participação de diversas autoridades do setor cafeeiro.

O consultor técnico do projeto Educampo Café, Rodrigo Ticle, também representou a Capal como mediador no debate sobre ‘Resultados Práticos da Gestão da irrigação do Cafeeiro’, que reuniu pesquisadores de renome no país.

A Fenicafé, que este ano abordou o tema ‘As melhores ideias em tecnologia de irrigação’, teve por objetivo divulgar a importância da irrigação e seus sistemas, mostrando lançamentos de produtos e equipamentos, bem como os resultados de pesquisas para o incremento da produtividade e da qualidade do café do cerrado brasileiro.

Tendo como público-alvo produtores, empresários, comunidade científica, estudantes e comerciantes ligados à cafeicultura brasileira, a Fenicafé reuniu um público de mais de 20 mil pessoas ao longo de todo o evento, representando 100 cidades de 12 Estados.

O evento foi uma realização da Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA) – Café do Cerrado Brasil e contou com o apoio da Embrapa/Café – Prefeitura de Araguari e Sebrae Minas.

De acordo com os organizadores, mais de 90 expositores ocuparam os estandes da feira. Foram cerca de 2,5 mil inscrições para as palestras, seminários e workshops, entre produtores, técnicos, pesquisadores e lideranças do agronegócio.

A feira foi a oportunidade para os cafeicultores e técnicos tomarem conhecimento dos resultados das pesquisas e também apontarem demandas para novos estudos. Por possibilitar um melhor aproveitamento de terras aparentemente inaproveitáveis para a agricultura e reduzir os riscos de quebra de safra, a irrigação é a tecnologia que tem despertado maior interesse para investimentos.

Dos cinco bilhões de pés de café brasileiros, 10% são irrigados, representando em torno de 22% da produção nacional. Em Araguari, cerca de 90% das lavouras são irrigadas.

Notícias relacionadas