Olympique está na final

Olympique está na final

Da Redação/Raphael Rios – O Olympique vai fazer a final do Campeonato Amador contra o GEF. A equipe de Tapira furou a retranca do Vila Nova e venceu por 1 a 0; já o GEF bateu o CIT por 3 a 0 e também se garantiu nesta última rodada do quadrangular final. O Alviverde está na final pela terceira vez consecutiva. Em 2008, bateu o Dínamo e ficou com a taça. Já em 2009, perdeu para o Vila Nova.

Vila com a posse de bola

O empate bastava para o Vila Nova. Se o goleiro Vaguinho não levasse gol, a equipe repetiria a final de 2009 contra o GEF, com que teve uma grande partida neste quadrangular final. Mesmo com mais posse de bola, o Tricolor tinha dificuldade em criar lances claros de gol.

A melhor chance no primeiro tempo foi do Olympique. Aos 14 minutos, Clesinho cobrou falta no ângulo e Vaguinho se esticou todo e mandou para escanteio. A vantagem do Vila pelo resultado igual deixou a equipe preocupada na defensiva e o jogo ficou muito pegado no meio-campo.

O Vila só foi chegar com perigo ao gol do Olympique, aos 42. Vítor fez boa jogada individual, bateu colocado e a bola passou muito perto do gol de Jhony, substituto de Dida, que saiu lesionado.

Gol tira o Vila da final

Como só a vitória interessava para o time de Tapira, o treinador Guti colocou o time mais ofensivo no segundo tempo e a pressão começou logo nos primeiros minutos. Aos 6, Ariterlan bateu forte de fora da área e a bola ficou na zaga. Dois minutos depois, Robinho foi derrubado na área e o banco de reservas pediu pênalti.

Acreditando na final, Guti colocou o time todo ao ataque com as entradas de Alex, Fábio Tapira, Gabriel e Robinho no decorrer do segundo tempo. Mesmo com o adversário fragilizado na defensiva, o Vila não conseguia segurar a bola no ataque e muito menos dar chutes ao gol de Jhony.

Aos 17 minutos, o Olympique só não abriu o placar porque Fábio Tapira errou um gol incrível. William fez boa jogada individual e chutou na trave, no rebote era só Fábio escorar para o gol, mas ele pegou muito embaixo da bola e isolou.

De chuveririnho em chuveirinho na área, o Olympique conseguiu chegar ao gol. Aos 40 minutos, Cafu cobrou falta levantando na área, o grandalhão Gabriel desviou e o pequeno Robinho apareceu no meio da zaga para chutar para o gol e colocar Tapira na final do Amadorão.

Assim como no jogo contra o GEF, o Vila repetiu a sina de ter a vantagem, se recuar e acabar levando um gol no fim da partida.

Ficha técnica

Vila Nova: Vaguinho, Matheus, Marcelo, Dudu Pop Shop e Thiago Piriá; Renê, Éder, Dalmer (Foguinho) e Lineker; Arlem e Vítor.
Treinador: Fernando.

Olympique: Dida (Jhony), Chambinho, Joãozinho (Gabriel), Luciano e Sargento; Barroso (Fábio Tapira), Cafu, Ariterlan (Alex) e Cleisinho; Willian e Rickleber (Robinho).
Treinador: Guti.

Árbitro: Marcilio Adriano.
Auxiliares: Baltazar Júnior e Sebastião Aparecido.

Gol: Robinho, aos 40 minutos do 2º tempo.

Cartões amarelos: Vítor (Vila); Chambinho, Luciano, Fábio Tapira, Cafu e Alex (Olympique).

GEF 3 x 0 CIT

O GEF garantiu a vaga na final ao vencer o CIT por 3 a 0, na AEF, com gols de Alex Rodrigues (2) e Lucas Ribite.

â–º Classificação do Quadrangular Final
â–º Tabela de jogos do Quadrangular Final

Notícias relacionadas