Setor de Zoonoses inicia vacinação anti-rábica na zona rural

Começou ontem (5) em Araxá a Campanha de Vacinação anti-rábica em toda a zona rural. Uma equipe de 15 agentes do Setor de Zoonoses irá percorrer todas as propriedades rurais do município, a fim de vacinar 2,5 mil animais. Até o final desta etapa, que inclui também a zona urbana, a partir do dia 25 de agosto, o Setor de Zoonoses estará recebendo do Ministério da Saúde 16 mil doses de vacina.

De acordo com a chefe do Setor de Zoonoses, Flávia Rios, a maior dificuldade na zona rural é encontrada nas fazendas que mantêm as porteiras fechadas, impedindo o trabalho dos agentes. Ela alerta que os proprietários devem entrar em contato com o Setor ou trazer os animais à cidade a partir do dia 25, caso ele não seja vacinado durante a campanha nas fazendas.

A doença não tem cura e as pessoas precisam estar atentas a certos sintomas que surjam de repente nos animais, mudando o seu comportamento. Quando contaminados, eles apresentam sintomas que vão desde a tristeza, necessidade de isolamento, aversão à luz, agressão e estranheza com o dono, o que pode levá-los a morder as pessoas.

No ser humano, o vírus é transmitido através do contato com a saliva do animal infectado, pode ser através de mordedora, arranhadura e lambedura. Caso uma pessoa seja vítima de uma dessas ações dos animais, deve procurar imediatamente uma unidade de saúde do município para os procedimentos da profilaxia com soro anti-rábico, e ficar observando o animal por cerca de 10 dias, que é o tempo em que a doença pode se manifestar nos bichos depois da contaminação.

Notícias relacionadas