UFTM encaminha nota à Prefeitura sobre adiamento do campus em Araxá

UFTM encaminha nota à Prefeitura sobre adiamento do campus em Araxá

A Reitoria da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) encaminhou nesta terça-feira (17), uma nota à Prefeitura de Araxá sobre a decisão de postergar a abertura do seu campus universitário na cidade. Na nota, a Reitoria da UFTM informa que havia a necessidade do estabelecimento de parceria com o município, que viabilizasse o funcionamento das atividades acadêmicas da UFTM e que a decisão foi tomada diante das dificuldades orçamentárias e financeiras encontradas pelas universidades federais, desde o final do ano de 2014, e intensificadas em 2015 e 2016.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Lima Junior, esteve com a reitora da UFTM, Ana Lúcia de Assis Simões (foto), em outubro de 2015 para discutir a instalação da universidade em Araxá. Porém, a reitora concluiu que a conjuntura econômica do país não permitia a instalação do campus universitário naquela oportunidade.

Em janeiro deste ano, o secretário Geraldo Lima entrou em contato novamente com a reitora Ana Lúcia para oferecer parte das instalações do Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá) para que o campus da UFTM fosse instalado em Araxá. A oferta das instalações teve o consentimento do presidente da Fundação Cultural de Araxá, entidade mantenedora do Uniaraxá, Márcio Farid, mas o secretário municipal foi informado pela reitora que não havia orçamento para o custeio e manutenção do campus na cidade.

Nota da Universidade Federal do Triângulo Mineiro

A Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM pactuou junto ao MEC, no ano de 2013, a abertura dos campi de Iturama e Araxá, sendo liberado pelo Ministério um quantitativo de vagas para servidores docentes e técnico-administrativos para atuarem nesses campi.

Contudo, para efetiva implantação das unidades, havia a necessidade do estabelecimento de parcerias com os municípios, que viabilizassem o funcionamento das atividades acadêmicas da UFTM.

Várias visitas e reuniões foram realizadas, tanto da equipe da UFTM em Araxá, quanto dos gestores desse município à UFTM, para dialogar sobre possibilidades e, principalmente, sobre a disponibilidade de espaço físico em Araxá para a instalação do campus.

Todavia, há que se ressaltar que, além de vagas para servidores e espaço físico, o pleno funcionamento do campus demanda recursos financeiros para custeio e aquisição de equipamentos, mobiliários, laboratórios, bibliotecas e outras necessidades inerentes às atividades acadêmicas.

Assim, diante das dificuldades orçamentárias e financeiras encontradas pelas universidades federais, desde o final do ano de 2014, e intensificadas em 2015 e 2016, decidiu-se, em reunião realizada no MEC, neste mês de maio, postergar a abertura do Campus de Araxá, aguardando momento mais oportuno para uma implantação segura e responsável, de modo a não comprometer a tradição da UFTM na oferta de ensino de qualidade.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *