Super banner
Super banner

Agressor de Otávio de Mederos vai responder pelo crime em liberdade

Agressor de Otávio de Mederos vai responder pelo crime em liberdade

Agressor de Otávio de Mederos vai responder pelo crime em liberdade 1

Da Redação – O operador de produção Samuel Torres Cruz (Gnomo), de 24 anos, acusado de homicídio preterdoloso (intenção de praticar a conduta antecedente, mas acaba alcançando um resultado mais grave que o pretendido) no caso da morte do músico Otávio de Mederos, já está solto.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) deferiu um pedido de habeas corpus e, segundo a direção do Presídio de Araxá, o jovem foi liberado nesta quarta-feira (28).

A agressão ocorreu no dia 21 de agosto. Otávio recebeu um murro pelas costas, em uma boate, acabou caindo de uma escada e bateu com a cabeça no chão. Após seis dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa, ele não resistiu ao traumatismo craniano e morreu.

Samuel ficou um mês e quatro dias no Presídio de Araxá até que os advogados conseguissem êxito no pedido do habeas corpus. O acusado pode pegar de 4 a 12 anos de prisão e vai responder em liberdade.

Notícias relacionadas