Super banner
Super banner

Araxá recebe raridades do antigomobilismo durante o feriado de 7 de Setembro

Araxá recebe raridades do antigomobilismo durante o feriado de 7 de Setembro

Araxá recebeu raridades do antigomobilismo durante o feriado prolongado de 7 de setembro, no Grande Hotel do Barreiro. O 23° Encontro Nacional de Carros Antigos destacou a importância histórica e cultural dos veículos antigos, reunindo cerca de 300 exemplares e atraindo milhares de visitantes entre os dias 5 e 9. Os hotéis da cidade registraram lotação máxima.

Raridades

Um Stanley Steamer, da norte-americana Stanley Motor Carriage Company, fabricado em 1902 e funciona a vapor foi uma das atrações do evento O carro mais antigo emplacado no Brasil, um francês De Dion Bouton, também fabricado em 1902, se juntou às raridades expostas no evento

Dois raríssimos exemplares da Ferrari, a F40 e a F50, fabricadas em comemoração aos 40 e 50 anos da marca, também marcaram presença.

Outra vedete da exposição foi o Fiat Zagato 1951, um coupé duas portas Specialle. A raridade veio de um pequeno museu na cidade de Carmo da Mata, Oeste de Minas. O veículo foi produzido a partir de customização e o proprietário Rúbio Fernal explica que, nas décadas de 1940 e 1950, as pessoas compravam o chassi e enviavam a um carrozzieri – profissional responsável por customizar o veículo ao gosto do freguês.

Demais destaques

 

Também fizeram parte da programação o grande leilão de veículos antigos, que pela primeira vez também recebeu lances pela internet, diversas atrações musicais, feira de peças e acessórios, passeio pela cidade e festa de premiação.

Destaques organização

A abertura oficial, realizada às 19h do dia 6 de setembro, contou com a presença de nomes ilustres do antigomobilismo, entre eles Alain Tissier, ex-vice-presidente da Renault; Roberto Suga, presidente da Federação Brasileira de Veículos Antigos.

Segundo o presidente do Instituto Cultural Veteran Car de Minas Gerais, Otávio Pinto de Carvalho, a expectativa para o evento foi grandiosa. “Além de termos raridades que nunca mais poderão ser vistas em um evento como este, o Brazil Classics ainda conta com outra característica muito valiosa, que é a participação de famílias inteiras. Pais e mães que trazem seus filhos de colo para já conhecerem um pouco da história do Brasil e do mundo”, destacou.

Alain Tissier destacou que o Brasil é um país curioso que ele talvez nunca compreenda como funcione, mas que sempre reserva grandes surpresas. “Fiquei impressionado com a conservação dos carros que encontrei aqui. São raridades maravilhosas e muito bem cuidadas. Estou bem impressionado”, expressou.

Ainda no evento de abertura, Otávio compartilhou com os presentes que a Fundação Lia Maria Aguiar fará um Museu de Carros Antigos em Campos do Jordão e que esta iniciativa será ainda mais preciosa, pois terá uma escola de ensino para restauração de carros antigos. “Hoje, temos dificuldade de encontrar pessoas especializadas em restauração. Precisamos, urgentemente, profissionalizar nosso mercado para que ele se valorize ainda mais”, finalizou.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *