Audiência Pública recebe autoridades da região em Araxá para tratar sobre a situação da BR-262

Audiência Pública recebe autoridades da região em Araxá para tratar sobre a situação da BR-262

A Câmara Regional, composta por vereadores das regiões Alto Paranaíba, Centro-Oeste e Triângulo Mineiro, promoveu uma Audiência Pública para tratar sobre a situação em que se encontra a BR-262, especialmente sobre as obras de duplicação paralisadas há anos. 

Com a participação de autoridades, prefeitos e vereadores de 16 cidades, a sessão foi realizada no Teatro Municipal de Araxá na tarde desta quarta-feira (20) e contou também com a presença de empresários e representantes de classe. Mais de 30 Câmaras Municipais estão envolvidas na ação.

Com as informações apresentadas pelos participantes, a Mesa Diretora da Câmara Regional irá produzir um documento destinado aos órgãos competentes em Brasília (DF).

Fizeram a composição da Mesa, o presidente da Câmara Regional, Vinicius Pedro (vereador de Bom Despacho), o vice-presidente da Câmara Regional, vereador Raphael Rios (vereador de Araxá), o secretário da Câmara Regional, Lander Inácio (vereador de São Gotardo), o deputado estadual Bosco, o chefe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Araxá, inspetor Romero Gaspar, o comandante do 1º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, capitão Thiago Augusto Pereira, o representante da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), engenheiro Marcelo Alcides, e o procurador Geral do Município de Araxá (representando o prefeito Robson Magela), Jonathan Renaud.

Convidada para participar da Audiência Pública, a concessionária Triunfo Concebra não enviou nenhum representante e alegou que, como a concessão da rodovia está em processo de relicitação, leilão do qual a concessionária não poderá participar, a concessionária não iria contribuir para o debate.

Enviaram representantes as cidades de Bom Despacho, Araújos, Campos Altos, Estrela do Indaiá, Ibiá, Lagoa da Prata, Leandro Ferreira, Luz, Moema, Pratinha, São Gotardo, Serra da Saudade, Tapira, Carmo do Paranaíba e Sacramento.

O inspetor da PRF, Romero Gaspar, destacou que a rodovia foi inaugurada em 1967 e, desde então, recebeu poucos investimentos em infraestrutura, especialmente destinados à sua duplicação e à manutenção da via.

O capitão do Corpo de Bombeiros, Thiago Augusto, afirma que a concessão da rodovia à Triunfo Concebra auxiliou a corporação no resgate às vítimas, porém mesmo com algumas melhorias que foram realizadas, nos últimos quatro anos foram mais de 300 acidentes registrados na região em que o Corpo de Bombeiros da cidade de Araxá atua. Segundo ele, além de investimento na infraestrutura, devem ser realizadas ações preventivas para evitar acidentes e óbitos na via.

O engenheiro da ANTT, Marcelo Alcides, afirma que o contrato com a Triunfo Concebra foi assinado em 2014. Segundo ele, considerando as alegações da Triunfo, de falta de recursos mínimos para as ações básicas de manutenção rodoviária, a empresa foi obrigada a entregar uma recuperação da via para que seja feita a transição da concessão, estimada em 20 meses e que podem ser prorrogados, até o próximo leilão para a escolha da nova empresa para assumir a via.

De acordo com ele, as tarifas do pedágio reajustadas recentemente foram em virtude das melhorias que devem ser feitas na via, até a entrega da concessão do serviço para a próxima empresa.

O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Lacerda, cobrou a participação de deputados federais na Audiência. Segundo ele, se houver vontade política e um grupo forte e organizado, o governo federal dará a prioridade necessária para a situação da BR-262. Ele colocou a AMM à disposição e informou que os prefeitos farão uma marcha em Brasília nos próximos dias e o tema pode ser incluído à pauta de cobranças que serão apresentadas ao governo federal.

O presidente da Câmara Municipal de Araxá e vice-presidente da Câmara Regional, Raphael Rios, fez o levantamento da quantidade de acidentes na BR-262, no trecho entre a cidade de Betim até a cidade de Campo Florido. De acordo com os dados levantados pela PRF, no ano de 2019 foram 730 acidentes, com o registro de 66 mortes. No ano de 2020, foram registrados 758 acidentes e 60 óbitos. No Ano 2021, foram registrados 693 acidentes e 65 pessoas vieram a óbito no trecho que compreende os quilômetros 353 ao 913 da BR-262.

O secretário da Câmara Regional, vereador e presidente da Câmara de São Gotardo, Lander Inácio, fez o estudo do contrato assinado com a Triunfo Concebra. Segundo ele, consta no documento que, em caso de não cumprimento das cláusulas, a empresa deve pagar uma multa extremamente alta, o que pode inclusive acabar com seu capital, saindo então da concessão com débitos.

A palavra foi aberta para o público presente participar e fazer considerações sobre as dificuldades enfrentadas pelas suas cidades. Os problemas relatados vão desde o escoamento de produções industriais e agropecuárias, captação de investidores em função da falta de segurança oferecida pela rodovia, até a dificuldade de atendimento médico e hospitalar para as vítimas, especialmente nas cidades onde há altos índices de acidentes.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x