Defesa Civil notifica famílias em área com risco de desmoronamento

Defesa Civil notifica famílias em área com risco de desmoronamento

A Defesa Civil realizou a vistoria de imóveis que estão em área de risco de desmoronamento no bairro Morada do Sol, na manhã desta segunda-feira (21). Várias residências vêm apresentando rachaduras e fissuras na sua estrutura nos últimos meses e a situação se agravou recentemente. Um laudo técnico sobre a situação da estrutura das casas e o que motivou os danos causados deverá ser finalizado nos próximos dias. Alguns moradores já foram notificados para deixarem suas residências imediatamente.

Das sete casas vistoriadas na rua Gustavo Rios, três foram notificadas para que os moradores deixem os imóveis, sendo que um deles já estava realizando a mudança no momento da visita técnica. Já na rua da Banheira, dos 10 imóveis em situação de risco, quatro já haviam sido desocupados anteriormente e um outro recebeu a notificação para que desocupe a sua residência. A ação é uma medida preventiva, já que o grande volume de chuva pode se agravar ainda mais a situação dos imóveis.

Entre as residências comprometidas está a do empresário Hilton Afonso Cortês, na rua Gustavo Rios. Ele mora há 24 anos no local com a sua família e, agora, ele corre contra o tempo para deixar imóvel. “Nos últimos dias, as fissuras ficaram cada vez mais frequentes. E agora, com essa notificação da Defesa Civil, vamos nos programar para mudarmos daqui ainda nesta semana”, diz.

O agente da Defesa Civil, subtenente José Márcio Nogueira, diz que o órgão já vem acompanhando a situação há alguns dias e a indicação de desocupação veio com o aumento considerável dos danos estruturais. “Nos últimos dias de monitoramento, vários imóveis apresentam evolução nas fissuras, rachaduras que vão do chão até as paredes e teto, e em algumas situações há o deslocamento do piso. Não sabemos precisar a causa ainda. Mas com o período chuvoso e o solo mais encharcado, a situação pode agravar ainda mais”, explica.

De acordo com o secretário municipal de Segurança Pública, Daniel Rosa, a desocupação é uma medida preventiva e provisória até que um laudo técnico conclusivo seja finalizado pela Defesa Civil. “Ainda não temos um trabalho conclusivo para que a gente possa tomar as medidas efetivas neste momento, como, por exemplo, a interdição definitiva do imóvel. Mas ações preventivas estão sendo tomadas. Estamos notificando as famílias para desocupar as áreas com risco de desmoronamento. O Município vai prestar toda a assistência possível, caso as famílias necessitem”, explica.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x