Super banner
Super banner

Dínamo paga pelos erros

Dínamo paga pelos erros

Empate caiu melhor para o Tigrão; Dínamo não soubre aproveitar vantagem numérica - Foto: Jorge Mourão

Da Redação/Raphael Rios – Com caras novas na temporada 2011, Tigrão e Dínamo se enfrentaram neste domingo (22), no campo da AFB, pela primeira rodada do Campeonato Amador. O jogo teve dois pênaltis, expulsões, reclamações contra a arbitragem e emoção até o final. O empate em 2 a 2 foi um castigo para o Dínamo, que não teve competência para matar a partida, e um prêmio para o Tigrão que teve raça e buscou a igualdade.

» Classificação e resultados

Um pênalti para cada lado

A partida já começou com um lance polêmico. Quando Ronaldo, do Dínamo, estava caído na lateral e o banco celeste pedia para a bola ser jogada para fora, o Tigrão deu sequência no lance. Bebeto recebeu passe na entrada da área e foi derrubado por Hélio e o árbitro Amilton Marcos Moreira marcou pênalti, aos 11 minutos.

O Dínamo correu atrás do prejuízo durante todo o primeiro tempo, mas com alguns jogadores visivelmente fora de ritmo, foram vários passes errados e muita dificuldade na criação. Mesmo assim, a equipe conseguiu o empate.

O Tigrão tinha acabado de mandar uma bola na trave, num chute forte de Davi de fora da área. Quando o Dínamo saiu em contra-ataque, Dieguinho ganhou no alto, tocou de cabeça para Ronaldo que se jogou ao encontro com Gerson. Amilton apontou para a marca penal e expulsou Gerson com o segundo cartão amarelo. O lance gerou muita reclamação do banco do Tigrão. Na cobrança, o próprio Ronaldo bateu de um lado e Edney caiu para o outro, aos 45 minutos.

Dínamo vira, mas cede o empate

Com a vantagem numérica, o Dínamo voltou dos vestiários bem melhor e disposto a virar o marcador. Logo aos 11 minutos, Dieguinho teve a chance de deixar o dele, mas o chute ficou na mão de Edney. Com a pressão celeste, o Tigrão se segurava como pode até que num vacilo de Zé Mário, Thiaguinho roubou a bola passou pelo goleiro e só teve o trabalho de empurrar a bola para fazer 2 a 1, aos 16 minutos.

A partir daí o que se viu foi um caminhão de gols perdidos pelo Dínamo e a chance de matar a partida também. Aos poucos o Tigrão foi gostando do jogo e nem mesmo as expulsões de Zé Mário e Bebeto, por reclamação, o time não desistiu.

O meia Pisquila, que havia entrado no lugar de Dedê, bateu colocado de fora da área e a bola carimbou a trave, aos 45 minutos. O lance animou a equipe e quando o jogo se encaminhava para a vitória do Dínamo, Thuram fez falta boba próxima à área. Davi cobrou forte e contou com o frango de Fernando para empatar a partida no último minuto.

Ficha técnica

Tigrão: Edney, Alex (Zé Renato), Zé Mário e Vaninho; Gerson, Edmilson, Alan, Matheus (Augusto Toda) e Dedê (Pisquila); Bebeto e Davi.
Treinador: Fernando.

Dínamo: Fernando, Xandinho (Thuram), Hélio e Dedé e Zé do Tim (Asprila), Valtinho (Douglas) e Bruno César, Vertinho e Ronaldo; Thiaguinho e Dieguinho.
Treinador: Nélio Reis.

Árbitro: Amilton Marcos Moreira.
Auxiliares: Cláudio Cavichiolli e Eliete Flávia.

Cartões amarelo: Dedé, Véio e Hélio (Dínamo); Alan, Zé Renato, Matheus e Vaninho (Tigrão).

Cartões vermelho: Gerson, Bebeto e Zé Mário (Tigrão).

Gols do 1º tempo: Davi, aos 11 minutos, e Ronaldo, aos 45 minutos.

Gols do 2° tempo: Thiaguinho, aos 16 minutos, e Davi, aos 49 minutos.

Notícias relacionadas