Mutirão da Dengue visita mais de 1.200 imóveis nos bairros São Francisco e Abolição

Mutirão da Dengue visita mais de 1.200 imóveis nos bairros São Francisco e Abolição

O 2º Mutirão de Limpeza contra a Dengue da Prefeitura de Araxá percorreu 1.235 imóveis nos bairros São Francisco e Abolição no último sábado (28). A ação da Vigilância Ambiental retirou cerca de três caminhões com materiais que possam acumular água.

O mutirão é uma ação deliberada pelo Comitê de Enfrentamento à Dengue e o objetivo é auxiliar na limpeza e retirada de lixo e entulhos que possam servir de criadouro para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela.

A ação contou também com o apoio do Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá (IPDSA), que anotou os endereços de terrenos sujos para que sejam emitidas notificações de limpeza ao proprietário.

Os bairros Santo Antônio – que já recebeu a ação no início deste mês – São Francisco, Boa Vista, Fertiza, Santa Terezinha, Orozino Teixeira, São Vicente, Veredas da Cidade, Padre Alaor e Jardim Primavera são os que apresentaram a maior infestação do mosquito transmissor conforme o último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa).

Além do mutirão, outras ações deliberadas pelo comitê vêm sendo executadas pela Vigilância Ambiental, com objetivo de promover a conscientização da população para a importância da limpeza de terrenos. Entre elas, a intensificação do carro fumacê e dedetização nas residências, além de promoção de ações educativas nas escolas.

“Pedimos que todos na cidade se mobilizem para realizar a limpeza no seu terreno e eliminar qualquer foco do mosquito da dengue. Mesmo com todas as ações feitas pela prefeitura, é preciso que todos estejam envolvidos no combate à doença na cidade e faça a sua parte. A dengue é uma doença séria e que pode ser evitada mantendo o terreno limpo”, alerta a coordenadora da Vigilância em Saúde, Leninha Severo.

Fechamento de caixas d’água

A Vigilância Ambiental também está realizando o fechamento de caixas d’água residenciais. A ação surgiu diante do grande número de residências em que as caixas d’água estavam sem tampas, durante as visitas do mutirão. Dessa forma, os agentes de combate às endemias estão anotando os endereços e posteriormente retornam à residência para cobrir o reservatório com telas protetoras.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x